7 de novembro de 2009

Revelação invade praia do axé no segundo DVD

Em seu segundo DVD, Ao Vivo no Morro, o grupo Revelação invade a praia poluída da axé music. Ao fim do show, captado no Morro da Urca (RJ) em 29 de agosto de 2009, o grupo toca medley com sucessos de Ivete Sangalo (Levada Louca), Daniela Mercury (Maimbê Dandá) e de Margareth Menezes (Dandalunda). Antes da incursão baiana, o roteiro reapresenta sucessos do grupo entre um cover de Djavan (Sina) e os sambas inéditos Coração Blindado (Ronaldo Barcellos e Leandro FAB) e Trilha do Amor (André Renato, Xande de Pilares e Gilson Bernini). Bira Hawaí produziu a gravação ao vivo - também editada em CD, pela gravadora Deckdisc, neste mês de novembro. Sairá em breve.

8 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Em seu segundo DVD, Ao Vivo no Morro, o grupo Revelação invade a praia poluída da axé music. Ao fim do show, captado no Morro da Urca (RJ) em 29 de agosto de 2009, o grupo toca medley com sucessos de Ivete Sangalo (Levada Louca), Daniela Mercury (Maimbê Dandá) e de Margareth Menezes (Dandalunda). Antes da incursão baiana, o roteiro reapresenta sucessos do grupo entre um cover de Djavan (Sina) e os sambas inéditos Coração Blindado (Ronaldo Barcellos e Leandro FAB) e Trilha do Amor (André Renato, Xande de Pilares e Gilson Bernini). Bira Hawaí produziu a gravação ao vivo - também editada em CD, pela gravadora Deckdisc, neste mês de novembro. Sairá em breve.

7 de novembro de 2009 10:07  
Anonymous Anônimo said...

Já não gostei dessa notícia! Tanta gente de qualidade do samba para eles adentrarem, tanta água límpida.... pra quê?
Dos grupos surgidos no pós-"pagode" dos anos 90 considero o Revelação o único que se aproxima do legado do Grupo Fundo de Quintal.
Espero que eles tomem consciência e entendam que história discográfica também se faz com qualidade, não com a única e exclusiva intenção de agradar as massas e aos donos de gravadoras. E que eles se lembrem de que esses grupecos de "pagode" não sobreviveram (felizmente) graças as suas terríveis músicas e o descomprometimento com a raiz.
Abraços,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

PS: Mais um ao vivo. O último disco de estúdio realmente não foi feliz, mas existe a necessidade de mais um?

7 de novembro de 2009 10:43  
Anonymous Anônimo said...

Eu passo!
Ainda bem que no samba de raiz temos as meninas poderosas para cobrir esses grupos de péssima qualidade. Viva Fabiana Cozza, Verônica Ferriani, Maria Rita, Mariana Aydar e Roberta Sá. Se o trabalho é bom é outra coisa. Mas as meninas pisam no samba bom.

7 de novembro de 2009 19:41  
Anonymous Anônimo said...

Anônimo, mas o caso das "meninas" que você citou, elas NÃO se autointitulam sambistas, elas cantam enquanto o samba estiver na moda. No fundo, no fundo, elas querem ser a Marisa Monte. Abraços,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

PS: A Ferriani me decepcionou, não gostei do seu cd. Muito mal de repertório (na minha opinião).
Roberta e Maria Rita são as únicas de qualidade dessa lista que você citou (apesar da preferência pela Roberta), o RESTO, eu passo!

8 de novembro de 2009 11:08  
Anonymous Anônimo said...

Marcelo Barbosa vc não pode falar que as meninas do samba querem ser a Marisa Monte. É muito grave! Vc tem certeza? Eu conheço a Fabiana Cozza, convivo com ela e sei que Cozza é feliz, muito feliz no samba. Se vc não gosta da Verônica Ferriani é opinião sua. A crítica especializada do país inteiro está aos pés dela. Fabiana e Verônica não possuem padrinhos famosos. Ferriani é um furação. Moro em SP é conheço os shows. Respeito sua opinião, mas já percebi que vc implica com a Verônica e Fabiana Cozza. Isso é muito feio... Não pega bem... E deixa claro sua proteção para Roberta Sá e Maria Rita. Principalmente Roberta Sá, que é maravilhosa mesmo. Mas a Maria Rita faz um "sambinha" e vc gosta. Reveja seus critérios. Vale lembrar que respeito é bom e todo mundo gosta. Veja a Fabiana Cozza e Verônica Ferriani ao vivo. Depois vc me conta. Vai se arrepender de jogar lama nas duas, sem responsabilidade. Elas são sensacionais. Detalhe, para jogar lama, a gente precisa colocar a mão na lama. Assim, a gente se suja também... Marcelo Barbosa, sempre vejo vc atacando a Fabiana Cozza, que coisa chata... Graças a Deus temos cantoras como Fabiana e Ferriani. Vc é do contra? Seja favorável ao samba respeitando as meninas que ousaram pisar nesse terreno. Se é verdadeiro ou não, saberemos com o tempo. Fabiana Cozza eu tenho certeza que AMA o samba. E viverá a vida toda nele e para ele...

8 de novembro de 2009 17:33  
Anonymous Anônimo said...

Anônimo, eu não tenho NENHUMA obrigação de gostar da Fabiana Cozza, da Verônica Ferriani, da Dona Maria da Esquina ou de QUEM QUER QUE SEJA.
Tenho o cd da Verônica, que eu conheci através da divulgação da Beth e simplesmente NÃO GOSTEI. É um direito MEU, vivemos numa DEMOCRACIA! Acho o repertório sofrível! Canta bem, é afinada, mas só se salva o frevo da última faixa.
E quanto a Fabiana Cozza, essa nem se fala! Até o cd eu fiz questão de devolver. NÃO GOSTO MESMO e faço questão de divulgar o meu gosto pessoal. Acho uma Clara Nunes MUITO PIORADA com pose de Diva (coitada!). Sem mais.

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

PS: E quanto a crítica dita especializada, muitos erram! Quem somos nós para acatarmos OU NÃO gosto de críticos. Eu NUNCA segui gosto de crítico! Só faltava essa!
PS2: E furacão escreve-se com C e não com cedilha.

9 de novembro de 2009 09:07  
Anonymous Anônimo said...

Não sou o anônimo que vc ataca Marcelo, mas fica claro que vc destila seu venono sempre. Anônimo atacado, nem responda, o tempo responde para o "sabidão" de cantoras. Vamos manter o nível.
Marcos Paiva - Ipanema

9 de novembro de 2009 10:01  
Anonymous Anônimo said...

Marcos,

É questão de gosto mesmo, não de implicância. E sabidão das cantoras? Quem sou eu cara, eu tenho ESPELHO!
Parei por aqui!

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

9 de novembro de 2009 10:22  

Postar um comentário

<< Home