6 de setembro de 2009

Terceiro lote de reedições dos Stones é irregular

Dando continuidade ao projeto de relançar o catálogo pós-1971 dos Rolling Stones em reedições remasterizadas, a Universal Music põe nas lojas do Brasil o terceiro lote de álbuns de estúdio do grupo. Fazem parte do fraco atual pacote Dirty Work (1986), Steel Wheels (1991), Voodoo Lounge (1994) e Bridges to Babylon (1997). Produzido por Steve Lillywhite e lançado em março de 1986, marcando o início do contrato então assinado pelos Stones com a CBS (atual Sony Music), Dirty Work é o 18º álbum de estúdio da banda. É considerado um dos pontos baixos da discografia do quarteto. A relação entre Mick Jagger e Keith Richards amargava período de grande tensão - o que explica o fato de o disco ter sido puxado por Harlem Shuffle, um cover do tema de Bob Relf e Ernest Nelson. Sintomaticamente, Dirty Work foi o primeiro álbum em que Keith Richards assumiu os vocais de duas faixas, Too Rude e Sleep Tonight. Na sequência, em 1989, Steel Wheels não mudou o panorama desfavorável da discografia da banda, ainda que uma grande turnê tenha camuflado a tensão interna que regia a banda na época. Mixed Emotions, Rock and a Hard Place e Almost Hear You Sigh foram alguns singles do álbum. Lançado em julho de 1994, Voodoo Lounge foi o bem-recebido sucessor de Steel Wheels e o primeiro álbum dos Stones a ser gravado sem o baixista Bill Wyman, que deixou o grupo em 1993. Out of Tears e Blinded by Rainbows foram os destaques do repertório que procurava evocar a fase áurea do grupo. Por fim, fechando o terceiro lote de reedições dos Stones, há o álbum Bridges to Babylon, lançado em 1997. Don Was foi o produtor. Turnês à parte, as pedras já não rolavam como antes...

2 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Dando continuidade ao projeto de relançar o catálogo pós-1971 dos Rolling Stones em reedições remasterizadas, a Universal Music põe nas lojas do Brasil o terceiro lote de álbuns de estúdio do grupo. Fazem parte do atual pacote Dirty Work (1986), Steel Wheels (1991), Voodoo Lounge (1994) e Bridges to Babylon (1997). Produzido por Steve Lillywhite e lançado em março de 1986, marcando o início do contrato então assinado pelos Stones com a CBS (atual Sony Music), Dirty Work é o 18º álbum de estúdio da banda. É considerado um dos pontos baixos da discografia do quarteto. A relação entre Mick Jagger e Keith Richards amargava período de grande tensão - o que explica o fato de o disco ter sido puxado por Harlem Shuffle, um cover do tema de Bob Relf e Ernest Nelson. Sintomaticamente, Dirty Work foi o primeiro álbum em que Keith Richards assumiu os vocais de duas faixas, Too Rude e Sleep Tonight. Na sequência, em 1989, Steel Wheels não mudou o panorama desfavorável da discografia da banda, ainda que uma grande turnê tenha camuflado a tensão interna que regia a banda na época. Mixed Emotions, Rock and a Hard Place e Almost Hear You Sigh foram alguns singles do álbum. Lançado em julho de 1994, Voodoo Lounge foi o bem-recebido sucessor de Steel Wheels e o primeiro álbum dos Stones a ser gravado sem o baixista Bill Wyman, que deixou o grupo em 1993. Out of Tears e Blinded by Rainbows foram os destaques do repertório que procurava evocar a fase áurea do grupo. Por fim, fechando o terceiro lote de reedições dos Stones, há o álbum Bridges to Babylon, lançado em 1997. Don Was foi o produtor. Turnês à parte, as pedras já não rolavam como antes...

6 de setembro de 2009 21:36  
Anonymous Danilo said...

Bridges to Babylon é o pior de todos.

7 de setembro de 2009 16:13  

Postar um comentário

<< Home