30 de setembro de 2009

Bethânia festeja discos no Palco Maria Bethânia

Parafraseando a letra de Encanteria, faixa-título de um dos álbuns lançados esta semana por Maria Bethânia, a cantora baiana deixou sua luz numa das casas mais animadas do Rio de Janeiro (RJ) na noite desta quarta-feira, 30 de setembro de 2009. Foi na gafieira Estudantina, situada na Praça Tirandentes, em plena efervescência do Centro carioca. Depois de série de entrevistas concedidas para promover os lançamentos simultâneos dos discos Encanteria e Tua, nas lojas a partir de 5 de outubro, a intérprete subiu ao Palco Maria Bethânia para dar canja no show da Orquestra Portátil de Música, com a qual gravou o samba Feita na Bahia e a faixa-título do CD Encanteria. E foi justamente este tema de Paulo César Pinheiro que louva a festa do Candomblé que Bethânia - em fotos de Mauro Ferreira - cantou com a orquestra ao fim da festa-show, aberta com discurso em que a cantora agradeceu a homenagem e teceu loas ao talento dos músicos da Orquestra Portátil. Estrelas como Caetano Veloso, Teresa Cristina, Dori Caymmi, Moacyr Luz, Rita Ribeiro e Jussara Silveira circularam pelo salão da gafieira Estudantina, iluminado pela presença de Maria numa noite festiva.

13 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Parafraseando a letra de Encanteria, faixa-título de um dos álbuns lançados esta semana por Maria Bethânia, a cantora baiana deixou sua luz numa das casas mais animadas do Rio de Janeiro (RJ) na noite desta quarta-feira, 30 de setembro de 2009. Foi na gafieira Estudantina, situada na Praça Tirandentes, em plena efervescência do Centro carioca. Depois de série de entrevistas concedidas para promover os lançamentos simultâneos dos discos Encanteria e Tua, nas lojas a partir de 5 de outubro, a intérprete subiu ao Palco Maria Bethânia para dar canja no show da Orquestra Portátil de Música, com a qual gravou o samba Feita na Bahia e a faixa-título do CD Encanteria. E foi justamente este tema de Paulo César Pinheiro, que louva a festa do Candomblé, que Bethânia - em fotos de Mauro Ferreira - cantou com a orquestra ao fim da festa-show, aberta com discurso em que a cantora agradeceu a homenagem e teceu loas ao talento dos músicos da Orquestra Portátil. Estrelas como Caetano Veloso, Teresa Cristina, Dori Caymmi, Moacyr Luz, Rita Ribeiro e Jussara Silveira circularam pelo salão da gafieira Estudantina, iluminado pela presença de Maria numa noite festiva.

30 de setembro de 2009 22:14  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, adoraria estar lá. Afinal, o que ela cantou???

abs

30 de setembro de 2009 22:15  
Anonymous Anônimo said...

Ta chegando a hora!Brasilia apenas em Dezembro, mas esta chegando!



Leandro,

30 de setembro de 2009 22:16  
Anonymous Anônimo said...

só cantou uma canção???!!
deve ter sido um final de tarde agradabilíssimo...ali, pertinho desta entidade.

30 de setembro de 2009 22:37  
Anonymous Sérgio said...

Eu não aguento mais esperar esses dois nvoos CDs.. As 8 músicas liberaas são lindíssimas, Bethânia é um luxo! E essa apresentação na Estudantina deve ter sido ótiima Mauro! E as Três Meninas do Brasil estavam lá, né? Tereza Cristina, Jussara SIlveira e Rita Ribeiro, amo as três separadas e juntas no DVD!! A Rita vai lançar um DVD solo que terá a participação da DIva Bethânia e eu obviamente comprarei!!!!

30 de setembro de 2009 22:50  
Blogger Vinny said...

Consegui os CDs hoje! Vou ouvir e depois venho aqui contar a minha impressão. Sendo de Bethânia, já sei que vem coisas maravilhosas!

30 de setembro de 2009 23:22  
Anonymous Luciano Barreto said...

Mauro muito lindo tudo que vc passou para quem não estava lá naquela festa que deveria esta fervendo muito obrigado querido vida longa a vc ...

1 de outubro de 2009 00:55  
Anonymous Anônimo said...

Os principais jornais de São Paulo estão mais acesos hoje. Todos reverenciando a grande artista brasileira no auge de sua juventude e maturidade.
Ouvi Domingo no Globo.com e concluí que Bethania está certíssima em privilegiar este compositor. Roque mistura Chico Buarque e Batatinha. Não poderia ser melhor.

1 de outubro de 2009 08:54  
Anonymous Anônimo said...

Que entrevista BONITA Mauro.
Adoro Maria Bethânia, a Biscoito Fino tem que ter orgulho dessa mulher estar lá. Poderia estar em qualquer gravadora do mundo. Pena que ela parece meio chata com a produção, isso pela entrevista. Se mete em tudo e fala. Aí é complicado... Mas como eu não trabalho com ela, está tudo certo!rsrsrsrsr

1 de outubro de 2009 11:36  
Anonymous Anônimo said...

rosemberg

certa vez eu li uma entrevista de kely key, onde ela dizia, entre outras coisa, que fazer visitas a intituções de caridade fazia parte da "divulgação" de seu cd.
bethania diz ser insurpotável.
no panorama atual, seria mais "divugalvel" ela não dizer isso.
viva a insuportavel e adoravel bethania

1 de outubro de 2009 15:56  
Anonymous Dirce said...

Bethania é, de fato, insuportável.
Admiro gente com auto-crítica.

1 de outubro de 2009 16:15  
Anonymous Anônimo said...

A gente não lê nada sobre alguém que acha insuportável.Veja como a Bethania é referencial até pra quem não a curte.Bom,E os novos cds? São tudo!! Há músicas lindas e interpretações corretas,emocionantes.Para alguns isto tb é insuportável.rs rs rs

1 de outubro de 2009 19:28  
Anonymous Anônimo said...

Amei sete trovas de Consuelo de Paula na voz da Bethania: parece que a música foi feita pra Bethania; deve ter sido, é demais.

3 de outubro de 2009 19:04  

Postar um comentário

<< Home