6 de agosto de 2009

Trash Pour 4 inventa mais moda no terceiro CD

Resenha de CD
Título: Something
Stupid
Artista: Trash Pour 4
Gravadora: MCD
Cotação: * * 1/2

Trash Pour 4 é um quarteto paulista que adora inventar moda. Em seu disco anterior, o bom Super Duper (2006), o grupo recriou Lithium, o clássico do Nirvana, em ritmo de chorinho - somente para citar um exemplo. Something Stupid, o terceiro álbum do grupo, segue a receita com dose (quase) igual de êxito. Há menos inventividade na abordagem de canções como If I Fell (uma das mais baladas mais adocicadas dos Beatles) e a faixa-título, Something Stupid, reprocessada com John Ulhoa ao violão de aço, mas, a rigor, não tão diferente assim da versão propagada por Frank Sinatra (1915 - 1998) em dueto com sua filha, Nancy Sinatra. Em contrapartida, o Trash Pour 4 revirou do avesso canção obscura de Caetano Veloso, Minha Mulher (do álbum Jóia, de 1975), e a embalou em exótica roupagem quase psicodélica. Mas trash mesmo é Ci Riprova la Bossa Nova, música em italiano na qual Eydie Gorme, cantora de boleros em evidência nos anos 60, desancava a bossa hoje cinquentenária. Há na abordagem o espírito lúdico que nem sempre brota nas 10 faixas de Something Stupid, disco em que o Trash Pour 4 arrisca dois temas autorais (Voix de la Principal e Manhã Seguinte) entre as recriações - mais ou menos - abusadas de standards como Babalu.

2 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Trash Pour 4 é um quarteto paulista que adora inventar moda. Em seu disco anterior, o bom Super Duper (2006), o grupo recriou Lithium, o clássico do Nirvana, em ritmo de chorinho - somente para citar um exemplo. Something Stupid, o terceiro álbum do grupo, segue a receita com dose (quase) igual de êxito. Há menos inventividade na abordagem de canções como If I Fell (uma das mais baladas mais adocicadas dos Beatles) e a faixa-título, Something Stupid, reprocessada com John Ulhoa ao violão de aço, mas, a rigor, não tão diferente assim da versão propagada por Frank Sinatra (1915 - 1998) em dueto com sua filha, Nancy Sinatra. Em contrapartida, o Trash Pour 4 revirou do avesso canção obscura de Caetano Veloso, Minha Mulher (do álbum Jóia, de 1975), e a embalou em exótica roupagem quase psicodélica. Mas trash mesmo é Ci Riprova la Bossa Nova, música em italiano na qual Eydie Gorme, cantora de boleros em evidência nos anos 60, desancava a bossa hoje cinquentenária. Há na abordagem o espírito lúdico que nem sempre brota nas 10 faixas de Something Stupid, disco em que o Trash Pour 4 arrisca dois temas autorais (Voix de la Principal e Manhã Seguinte) entre as recriações (mais ou menos) abusadas de standards como Babalu.

6 de agosto de 2009 10:09  
Blogger Chabacano said...

Adorei o álbum deles chamado "Recycle", onde souberam recriar canções pop estrangeiras com tempero jazzístico, embora eu não seja ouvinte de jazz. As versões não soaram nem um pouco óbvias neste primeiro álbum deles. Definiria como uma "cool jam session".

19 de junho de 2010 05:54  

Postar um comentário

<< Home