26 de agosto de 2009

'Correnteza' leva o piano de Donato para Krieger

Com lançamento agendado para setembro de 2009 pela gravadora Biscoito Fino, o segundo CD do compositor Edu Krieger, Correnteza, ostenta o toque luxuoso do piano de João Donato (na foto de Edu Martins, com Krieger no estúdio Tenda da Raposa) na faixa Sobre as Mãos, bolero assinado por Krieger com o violonista Zé Paulo Becker. A faixa-título, Correnteza, é o samba já gravado pelo grupo Sururu na Roda. O repertório é formado por doze temas autorais da lavra de Krieger com parceiros como Marcelo Caldi (Serpentina, outro samba) e Raphael Gemal (Feira Livre). Com o toque da gaita de Rildo Hora, Krieger regrava A Mais Bonita de Copacabana - música lançada pelo autor no projeto coletivo Samba Novo (2007) - e dá sua visão para Uma Só Voz, tema gravado por Aline Calixto. Assim como seu bom antecessor, Edu Krieger (lançado em 2006 e reeditado em 2007 pela gravadora Biscoito Fino), o CD Correnteza foi produzido por Lucas Marcier.

7 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Com lançamento agendado para setembro de 2009 pela gravadora Biscoito Fino, o segundo CD do compositor Edu Krieger, Correnteza, ostenta o toque luxuoso do piano de João Donato (na foto de Edu Martins, com Krieger no estúdio Tenda da Raposa) na faixa Sobre as Mãos, bolero assinado por Krieger com o violonista Zé Paulo Becker. A faixa-título, Correnteza, é o samba já gravado pelo grupo Sururu na Roda. O repertório é formado por doze temas autorais da lavra de Krieger com parceiros como Marcelo Caldi (Serpentina, outro samba) e Raphael Gemal (Feira Livre). Com o toque da gaita de Rildo Hora, Krieger regrava A Mais Bonita de Copacabana - música lançada pelo autor no projeto coletivo Samba Novo (2007) - e dá sua visão para Uma Só Voz, tema gravado por Aline Calixto. Assim como seu bom antecessor, Edu Krieger (lançado em 2006 e reeditado em 2007 pela gravadora Biscoito Fino), o CD Correnteza foi produzido por Lucas Marcier.

26 de agosto de 2009 10:46  
Anonymous Anônimo said...

Gosto demais do trabalho do Edu Krieger, que conheci recentemente num show na Rede Sesc. Acabo de ler que ele vai tocar aqui em SP, dia 15 set no Sesc Pinheiros, e com uma canja do Carlos Navas, ou seja, imperdível, e com ingresso a preço bom. Tô lá! Legal este intercâmbio Rio/SP. Parece que o Pai do Edu é um super maestro erudito e vou atras do som dele tb.
Parabéns, Krieger, tô esperando seu CD novo e dia 15 tô lá pra ver você com a canja do Navas. Vai arrepiar! RUY - SP

26 de agosto de 2009 12:07  
Anonymous Ritinha said...

Ôba! O Edu está trilhando um caminho bonito, comendo pelas beiradas, sem fazer muito alarde, sem apoio da grande mídia, vai aos poucos conquistando seu espaço na MPB com belas canções. Que venha "Correnteza"!

26 de agosto de 2009 12:52  
Anonymous Anônimo said...

Ao lado de Rodrigo Maranhão, Edu é a cara da nova música carioca.

26 de agosto de 2009 16:07  
Anonymous Anônimo said...

Edu não é cara. Ele é um dos caras.
E sabe disse, seu programa de rádio, roquette pinto, é o reflexo de sua visão globalizante e generosa.
Que os caminhos continuem se abrindo. Ele merece

Carioca da Piedade

26 de agosto de 2009 16:23  
Anonymous Teca said...

Já ouvi esse programa, chama "Vozes da Lapa", é aos sábados, 20hs, na Roquette Pinto (94.1 FM), muito bacana!

26 de agosto de 2009 18:00  
Anonymous Roberto Murilo said...

É isso mesmo, Anônimo de Sampa. O Edu é filho do grande compositor e maestro Edino Krieger, um dos maiores compositores clássicos brasileiros.

27 de agosto de 2009 23:53  

Postar um comentário

<< Home