9 de julho de 2009

Takai justifica inclusão de 'Ben' em 'Luz Negra'

Com o título de Luz Negra, nome tomado emprestado do samba de Nelson Cavaquinho e Irani Barros que consta de seu repertório, o primeiro registro ao vivo da carreira solo de Fernanda Takai chega às lojas ainda neste mês de julho de 2009, via Deckdisc. Trata-se da gravação do show Onde Brilhem os Olhos seus, originado do CD de 2007 em que Takai (em cena na foto de Alexandre Moreira) aborda com criatividade o repertório de Nara Leão (1942 - 1989). No roteiro, a cantora do Pato Fu extrapola o repertório de Nara e canta sucessos de Duran Duran (Ordinary World), Eliana Pittman (Sinhá Pureza), Eurythmics (There Must Be an Angel, música já gravada por Takai em 2005 para a trilha de um desfile de moda) e Roberto Carlos (Você Já me Esqueceu, tema de Fred Jorge lançado pelo Rei em 1972). Ben - a balada tristonha que deu título ao álbum solo lançado por Michael Jackson (1958 - 2009) em 1972 - está no repertório (gravado em maio em Minas Gerais), mas Takai já se justifica de antemão e nega oportunismo na inclusão de Ben no CD e DVD Luz Negra. Com a palavra, Takai:
Ben está no repertório desde o lançamento da turnê, em março de 2008. É até estranho agora que o Michael Jackson morreu, pois Ben era uma lembrança em vida. Espero que as pessoas não se enganem e achem que estou cantando somente por isso. Escolhi essa canção porque, além de ser um ótimo intérprete de músicas dançantes, Michael sabia emocionar com esse tipo de balada, um pouco melancólica. Também foi uma que ouvi muito em fita cassete!”. Fernanda Takai (em um informativo da Deckdisc).

15 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Com o título de Luz Negra, nome tomado emprestado do samba de Nelson Cavaquinho e Irani Barros que consta de seu repertório, o primeiro registro ao vivo da carreira solo de Fernanda Takai chega às lojas ainda neste mês de julho de 2009, via Deckdisc. Trata-se da gravação do show Onde Brilhem os Olhos seus, originado do CD de 2007 em que Takai (em cena na foto de Alexandre Moreira) aborda com criatividade o repertório de Nara Leão (1942 - 1989). No roteiro, a cantora do Pato Fu extrapola o repertório de Nara e canta sucessos de Duran Duran (Ordinary World), Eliana Pittman (Sinhá Pureza), Eurythmics (There Must Be an Angel, música já gravada por Takai em 2005 para a trilha de um desfile de moda) e Roberto Carlos (Você Já me Esqueceu, tema de Fred Jorge lançado pelo Rei em 1972). Ben - a balada tristonha que deu título ao álbum solo lançado por Michael Jackson (1958 - 2009) em 1972 - está no repertório (gravado em maio em Minas Gerais), mas Takai já se justifica de antemão e nega oportunismo na inclusão de Ben no CD e DVD Luz Negra. Com a palavra, Takai:
“Ela está no repertório desde o lançamento da turnê, em março de 2008. É até estranho agora que o Michael Jackson morreu, pois era uma lembrança em vida. Espero que as pessoas não se enganem e achem que estou cantando somente por isso. Escolhi essa canção porque, além de ser um ótimo intérprete de músicas dançantes, Michael sabia emocionar com esse tipo de balada, um pouco melancólica. Também foi uma que ouvi muito em fita cassete!”. Fernanda Takai.

9 de julho de 2009 21:07  
Anonymous Anônimo said...

Fernanda, te prepara menina. Quem não gosta de seu trabalho vai achar um argumento e tanto. BOA SORTE!

9 de julho de 2009 21:11  
Anonymous Anônimo said...

Takai é maravilhosa e sincera com seu trabalho. Podem falar a vontade. Se criticam Elis Regina, podem criticar qualquer uma. Sai na urina!! Fernanda é 10!!

9 de julho de 2009 21:52  
Anonymous Anônimo said...

E por que Elis não pode ser criticada? Por que morreu no auge e virou mito? É uma de nossas maiores cantoras, mas cometeu erros e acertos, como qualquer um. Não está acima do bem e do mal.

9 de julho de 2009 22:33  
Anonymous mauricio said...

sempre gostei mt da Fernanda,me apaixonei de cara pelo cd em homenagem à Nara.

só os desinformados vão criticá-la por cantar ben,presenciei esse show em Santos,logo no comecinho da turnê.

9 de julho de 2009 22:38  
Anonymous Anônimo said...

Artista com "A" maiúscula. Assisti esse show mais de um ano antes da morte de MJ e ela cantou "Ben" lindamente.

10 de julho de 2009 02:04  
Anonymous Anônimo said...

Luz Negra não ficou claro se está no repertório do disco ou se é somente o nome do projeto.

10 de julho de 2009 09:19  
Anonymous Rafa said...

Acho uma intérprete ruim. Mas as músicas que a Nara cantava ficaram ótimas na voz dela, o que dá até pra entender. E os arranjos, nem se fala!
Admiro muitíssimo seu trabalho e espero que este dvd contribua para uma divulgação de sua obra à altura de seu bom gosto, de sua coragem e (apesar da frase que abriu este comentário) de seu talento.

11 de julho de 2009 00:32  
Anonymous Anônimo said...

Sem dúvida que só sua coragem em dar uma guinada de 180º já vale minha atenção.
Pelo "Pato Fu" nunca me interessei, como praticamente não me interesso por quase nada da geração POP/ROCK pós 80 (a exceção é o Cidade Negra), mas na "Narinha" aí prestei atenção.
O público do Pato Fu é que não deve ter entendido nada. Corajosa mesmo.

11 de julho de 2009 02:47  
Anonymous Diogo! said...

Pois " Ben " - a balada tristonha de Michael Jackson - é das minhas preferidas dele. E acho que Takai, criativa, se sairá bem na regravação ...

Aliás, quando nomes da MPB gravam/cantam Michael normamelmente dá certo.

Veja os exemplos de Roberto Carlos ( " We are the world " ), Caetano Velosos ( " Billie Jean " ) e Fernanda Abreu ( " Rock with you " )

11 de julho de 2009 10:55  
Anonymous McFly said...

Anonimo 4445456...

Cara... o público do PatoFu, garanto que entendeu o projeto.

É um dos públicos menos xiitas (ainda é um pouco fanático) porém, como o próprio show que ela faz, admira de Michael Jackson até Duran Duran.

O que importa é a boa música, com quase nenhum preconceito musical :-)

11 de julho de 2009 12:20  
Anonymous Anônimo said...

Fernanda Takai é mais uma prova de que voz não é tudo. Mais uma prova de que a música "tem razões que a própria razão desconhece". Essa menina me surpreendeu e me conquistou.
Um fiapinho de voz e uma montanha de talento. Sucesso, "Narinha".

11 de julho de 2009 20:59  
Anonymous Anônimo said...

McFly, se é assim parabenizo o público do Pato. Tem gente que não tolera diversidade, experimentalismo ou mesmo umas "férias" de seu artista.
Mente aberta, corpo são e alma acalentada é - ou deveria ser - o objetivo de todo artista e sua música.
Abraços.

PS: para ser justo, esqueci de citar o SKANK e o JOTA QUEST que também têm o meu apreço na geração que citei.

11 de julho de 2009 21:11  
Anonymous Anônimo said...

Corajosa, talentosa, graciosa.

Fernanda: um novo e crescente talento que a música nos manda.

Anônino, o poeta.

11 de julho de 2009 21:44  
Anonymous Anônimo said...

Diogo, não exagera...

11 de julho de 2009 21:49  

Postar um comentário

<< Home