9 de julho de 2009

Roberta grava extras de DVD com Chico e Ney

O primeiro registro ao vivo de show de Roberta Sá vai chegar às lojas em agosto de 2009 com faixas-bônus de estúdio. A cantora gravou duetos com Chico Buarque e Ney Matogrosso para os extras do DVD. Com Chico, Roberta revive Mambembe, música lançada pelo compositor na trilha sonora do filme Quando o Carnaval Chegar, em 1972, com Nara Leão (1942 - 1989). Com Ney, o dueto aconteceu em Peito Vazio, parceria de Cartola (1908 - 1980) e Elton Medeiros. A gravação ao vivo do show Que Belo Estranho Dia para se Ter Alegria vai ser editada em CD e DVD. Na foto acima, de Mauro Ferreira, Roberta é vista num flagrante da gravação, realizada em 3 de abril de 2009 na casa Vivo Rio, no Rio de Janeiro (RJ), com intervenção de Marcelo D2.

59 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

O primeiro registro ao vivo de show de Roberta Sá vai chegar às lojas em agosto de 2009 com faixas-bônus de estúdio. A cantora gravou duetos com Chico Buarque e Ney Matogrosso para os extras do DVD. Com Chico, Roberta revive Mambembe, música lançada pelo compositor na trilha sonora do filme Quando o Carnaval Chegar, em 1972, com Nara Leão (1942 - 1989). Com Ney, o dueto aconteceu em Peito Vazio, parceria de Cartola (1908 - 1980) e Elton Medeiros. A gravação ao vivo do show Que Belo Estranho Dia para se Ter Alegria vai ser editada em CD e DVD. Na foto acima, de Mauro Ferreira, Roberta é vista num flagrante da gravação, realizada em 3 de abril de 2009 na casa Vivo Rio, no Rio de Janeiro (RJ), com intervenção de Marcelo D2.

9 de julho de 2009 10:37  
Blogger Fernanda said...

Vou contar os dias. AMO!

9 de julho de 2009 10:51  
Anonymous Anônimo said...

Olha só, nada contra Roberta, MUITO pelo contrário! Das novatas na minha opinião é de longe a MELHOR! Mas agora eu gostaria de ler as mesmas críticas que detonavam o Diogo e a Teresa Cristina quando esses lançaram seus cd's/dvd's ao vivo.
Uma cantora que tem somente dois discos de carreira (e um demo lançado para poucos, infelizmente uma pena!) teria história discográfica suficiente para um cd ao vivo? E aí?
Abração Mauro e salve Roberta Sá!

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

PS: Roberta, retire do baú Senhora Rezadeira ou Amor sem Esperança da Dona Ivone Lara, ficariam demais na sua bela voz!
PS2: E LAMENTO MUITO por adiar(ou será que desistiu?) o cd com músicas de Roque Ferreira.

9 de julho de 2009 11:16  
Blogger Carlos Cardoso said...

Estava ancioso por novidades de Roberta.

Abraços

9 de julho de 2009 11:47  
Anonymous Leo said...

uma pena ela lançar o registro em cd ao vivo.
mais do mesmo.

9 de julho de 2009 12:17  
Anonymous Anônimo said...

Qualquer um pode se arriscar em disco ao vivo, o problema é a proliferação deles.
Roberta, fruto do falecido Fama (da TV), é boa de palco, é uma gracinha e canta bem.
Sobre discos ao vivo, vale sublinhar que o primeiro cd de Marisa Monte foi ao vivo e é um dos melhores de sua carreira discográfica.
Carioca da Piedade, de mudanças para o Jardim Pernambuco (em sonho, claro)

9 de julho de 2009 12:29  
Anonymous Anônimo said...

Que alegria saber que teremos também um cd ao vivo. Tenho certeza que vai ser diferente do disco de estúdio e valerá a pena o lançamento. Contando os dias pra ter esse registro.

9 de julho de 2009 13:15  
Anonymous Anônimo said...

Já interpretaram errado o que eu quis dizer. Não sou contra projetos ao vivo, adoro! MAS, cadê os dois pesos e duas medidas? Para uns a regra vale e para outros não?
Abs,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

E tenho certeza que Roberta não decepcionará! Ela faz tudo com bastante coerência e o cd estará na fila das futuras aquisições.

9 de julho de 2009 13:41  
Blogger Leandro said...

Nesse caso cabem vários pesos e diversas medidas. Música não é receita de bolo.Não há tempo certo para se gravar um disco ao vivo.O momento vem, a voz artistica chama e se faz.Nasce ali.Arte burocrática é apenas entreterimento, pão e circo. Por falar em peso Chico e Ney no mesmo trabalho, não é para qualquer um!

Leandro - Brasília/DF

9 de julho de 2009 14:08  
Anonymous Anônimo said...

Roberta está muito no Rio.
Precisa viajar mais pelo Brasil.
Muita gente não sabe quem é ela.Produtores da Roberta mais show em SP,MG e nordeste.
O Brasil agradece.Em SP este ano somente vimos a Roberta no "Alô...Alô? 100 anos de Carmen Miranda".É muito pouco...

9 de julho de 2009 15:00  
Anonymous Denilson said...

Marcelo,

Eu só não vejo muito sentido em gravar ao vivo o mesmo repertório já gravado em estúdio e lançado em cd.

Que eu saiba, pelo post do Mauro sobre esse show em 04/04/2009, apenas uma música inédita foi feita (Agora Sim).

Não me atrai muito esse tipo de lançamento, mas minha opinião não tem nada a ver com tempo de carreira ou história discográfica. Eu preferia vê-la cantando as músicas que você citou e outras mais, ao invés de refazer suas próprias gravações.

Mas é só a minha opinião, ok?

abração,
Denilson

9 de julho de 2009 15:47  
Anonymous Anônimo said...

Moça linda! Também talentosíssima. Adoro!

9 de julho de 2009 16:59  
Anonymous Anônimo said...

Grande abraço, Denis! Cadê as notícias? Estou aguardando para fazer aquela aquisição. Sorte aí!

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

9 de julho de 2009 19:15  
Anonymous Anônimo said...

Muito cedo pra Roberta fazer esse desnecessário registro.

9 de julho de 2009 19:51  
Anonymous Anônimo said...

Marcelo e Denilson para variar são duas cabeças pensantes por aqui.
Gosto muito de Roberta também mas cair nesta "armadilha", ceder à pressão do mercado, sei não.
Não tem carreira nem repertório para um DVD. E se for para lançar inéditas prefiro o capricho de uma gravação de estúdio.
De qualquer forma vou comprar e torcer por esta menina.

9 de julho de 2009 20:15  
Anonymous Anônimo said...

Prezado Carioca, o CD citado de Marisa foi gravado "por acaso", quando Nelson Motta a assistiu em mais um show "descompromissado" e resolveu apostar. É bem diferente que fazer um show visando a gravação de um DVD. Tô certo ou tô errado ?
E concordo com a maioria aí: como cantora séria e de talento da nova geração deveria esperar mais um pouquinho para um registro ao vivo. Muito prematuro e fica a impressão de que "está navegando conforme a maré" - o que nunca deu diploma a nenhum artista.

9 de julho de 2009 20:27  
Anonymous Anônimo said...

Obrigado ao anônimo das 20:15 pelos elogios e concordo plenamente. Grande abraço,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

9 de julho de 2009 20:44  
Anonymous Anônimo said...

Diogo Nogueira é massacrado diariamente nos posts por aqui e um dos argumentos usados é sua estréia via DVD cantando o óbvio.

Roberta - que adoro - tem apoio talvez dos mesmos "críticos" quando o que está fazendo seria o "inverso".

Falta de coerência ou só falta do que dizer mesmo ?

De resto, fico com Marcelo, Denilson e anônimos que sabem escrever sem intuito de puramente ofender ou aparecer.

9 de julho de 2009 20:56  
Anonymous Anônimo said...

Perdoe-me Mauro, mas o texto ficou confuso. Quis dizer que Diogo começou na "estrada" que Roberta está entrando e que Diogo está pegando agora a "estrada" em que Roberta começou. Seria "reverso" não "inverso".
O resto mantenho.
Abraços.

9 de julho de 2009 21:21  
Blogger Vitor said...

Ansioso pelo dvd, ja o cd realmente é dispensavel

9 de julho de 2009 22:17  
Anonymous Anônimo said...

Pois é 20:56, pura hipocrisia! Quando o artista desagrada os gostos musicais ele é taxado de todas as formas por lançar cd ao vivo, sobram adjetivos para depreciá-los. Mas quando é alguém que os interessam aí vira o bam bam bam da indústria. Abração,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

10 de julho de 2009 08:18  
Anonymous Anônimo said...

Caro Anonimo, de 9 de Julho de 2009 20:27
Nelson Motta nunca faz nada por acaso e, Marisa sabia o que queria, tanto que o cd e o video, que foi ao ar na falecida Manchete, nada tem de por acaso. Ela achava que não era, mas ele sabia que era uma obra completa. Afinal de contas, o homem tem estrada..... inclusive de alcova.
Não é prematuro um trabalho ao vivo. Talvez os argumentos do Denilson sejam mais convincentes, mas tem coisas que ao vivo são bem diferente.
Pelo menos aqui discutimos conceitos.
A moça e seu talento não estão em discussão
Carioca da Piedade

10 de julho de 2009 09:15  
Anonymous Anônimo said...

Mauro comentei que a Roberta Sá é apenas uma boa cantora,embasei o que disse comparando com a Gal e Vânia Bastos.Não ofendi ninguém.Tenho respeito pelo meu semelhante.Agora percebo que vc,realmente,como dizem alguns leitores do blog,tem uma proteção especial por ela.Sorte dela.

10 de julho de 2009 10:34  
Anonymous Denilson said...

Oi, Carioca da Piedade.

Eu já ia comentar que o primeiro cd da MM não teve nada de acaso.. rsrs..

Justamente uma das coisas que me atrai nos discos ao vivo da MM é que neles ela sempre grava músicas que não fazem parte dos seus discos de estúdio, junto com regravações de suas músicas.

Eu gosto disso.

abração,
Denilson

10 de julho de 2009 11:49  
Anonymous Denilson said...

Valeu, Marcelo.

Vou te escrever em PVT para falar sobre as coisas que estão acontecendo.

Abração para ti.

Abraços a todos que estão escrevendo aqui no blog,
Denilson

10 de julho de 2009 11:52  
Anonymous Anônimo said...

No aguardo meu amigo. Abração,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

10 de julho de 2009 13:22  
Anonymous Moisés said...

Dizer que o artista não tem repertório não tem cabimento, do contrário, nem haveria show. Acho que o DVD é o resgistro de uma fase do artista e apenas o artista sabe e deve escolher quando deve gravá-lo.

10 de julho de 2009 15:47  
Anonymous Anônimo said...

Acompanho a trajetória da Roberta desde os primórdios e a imagem que ela passa é que ela não é refém da indústria, nunca foi pelo caminho fácil de hits grudentos, pelo menos nunca se pautou por isso. Creio que esse DVD representa mais um passo importante nessa carreira vitoriosa da RS.

10 de julho de 2009 19:24  
Anonymous Anônimo said...

O que não tem cabimento é essa enxurrada de DVD - tudo parecido, tudo maquiado. Até a espontaneidade dos "ao vivo" perdeu-se com o DVD.
Chegam a interromper um show no meio de uma música para consertar isso ou aquilo. TÁ DEMAIS!

10 de julho de 2009 22:27  
Anonymous Anônimo said...

Meu caro Moisés, vá em qualquer barzinho de Minas que irás ver um baita show só de voz e violão. Se justificasse um DVD nem ia ter espaço para tanto produto - e bom.

10 de julho de 2009 22:30  
Anonymous Anônimo said...

Simone gravou 8 antes do primeiro "ao vivo"; Elba: 11; Nana:11 também; Gal: 4; Beth: 15; Elis (sem contar "O Fino da Bossa" que era um projeto): 12 e por aí vai.

SÓ BETHÂNIA MANDOU UM "AO VIVO" NO SEU TERCEIRO LANÇAMENTO.

Não é muita pretensão não ?

Não, Roberta é talentosa, mas tá sendo levada pela maré como citaram aí. MUITO CEDO MESMO.

10 de julho de 2009 22:44  
Anonymous Anônimo said...

É uma boa cantora, mas falta tempero no palco. Prefiro ficar só no cd.

11 de julho de 2009 01:48  
Blogger MIster Teles, o Musical said...

Adoro a Roberta Sá, canta muito bem, é uma graça, valoriza bastante a nossa música brasileira, tá fazendo um trabalho lindo, que venha o DVD! Tudo o que ela faz é com muito capricho! E q honra ter Ney Matogrosso e Chico Buarque neste DVD, a presença destes dois ícones só engradece!

11 de julho de 2009 03:17  
Anonymous Anônimo said...

Roberta precisa ousar mais, mas em tempos atuais, ela e Maria Rita são as melhores cantoras já surgidas nos últimos anos.

11 de julho de 2009 11:16  
Blogger RITA DE CÁSSIA said...

Meu comentário será bem parcial, coisa de fã e admiradora. Na minha opinião, é a melhor cantora surgida nos últimos tempos. A que mais me causou impacto desde o surgimento de Marisa Monte. Sua voz é doce e forte ao mesmo tempo e como é bem jovem, acredito que muita coisa boa ainda está por vir.

11 de julho de 2009 12:53  
Anonymous Anônimo said...

Roberta é muito boa sim, mas tem Maria Rita, Mônica Salmaso, Carla Villar... não me atrevo a escolher A MELHOR não. Seria injusto e prematuro.

11 de julho de 2009 17:38  
Anonymous Anônimo said...

Emanuel Andrade disse

Canta legal e é uma gata, sempre.

11 de julho de 2009 19:33  
Anonymous Anônimo said...

É mesmo anônimo das 17:38 tem a Monica Salmazo.Como essa moça canta bem.É única.Que alegria.

11 de julho de 2009 22:24  
Anonymous Anônimo said...

Quando descobri Mônica em seu primeiro disco cantando só com o violão de Paulo Bellinati os afro-sambas de Baden e Vinicius "chapei".
Um repertório para lá de batido, cantado por tudo que é ou foi estrela de nossa MPB, ganhou EM SUA VOZ registros que fariam "o poetinha" dar uma pausa no copo.
CANTA BEM É POUCO. E NÃO É ÚNICA, ELA "NÃO EXISTE".

12 de julho de 2009 11:34  
Anonymous Anônimo said...

Beth 15? Foram "somente" 8 (por favor chega Beth!) São eles: Ao vivo em Montreaux (87), Ao vivo no Olympia (91), BC canta o samba de SP (93), Pagodes de Mesa: 1 E 2 (99 e 2000), A madrinha do Samba (2004), Municipal (2006) e Canta o Samba da Bahia (2007). Abs,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

12 de julho de 2009 12:55  
Anonymous Anônimo said...

Marcelo, tá ficando cego rapaz. Lê direito. O que o cara disse é que Beth gravou 15 LPs de estúdio antes do 1º ao vivo (que é o de Montreux nunca lançado no Brasil).

12 de julho de 2009 13:14  
Anonymous Moisés said...

É muito relativo o número de discos antes de um DVD. A Roberta esperou até se achar segura no palco, por exemplo. O show tem bom repertório, cenário e uma excelente cantora; por que não poderia ser lançado?

Estranho é estrear ao vivo, como Diogo Nogueira, que nem bom cantor é.

12 de julho de 2009 15:13  
Anonymous Anônimo said...

A gravadora é que deve ter esperado o 13º do funcionalismo, por exemplo.
"Estar segura no palco"... até parece. Canto em barzinhos há mais de 10 anos e no meu 5º show já estava "seguro" no palco.
São as ordens da indústria. E se não quiser voltar para o "te vira": cumpra!

12 de julho de 2009 16:20  
Anonymous Anônimo said...

Um show "historicamente" é uma aglomeração de fãs e simpatizantes de um artista esperando vê-lo cantar "aquela" música, depois "aquela" outra, depois "aquela, é, aquela" e esperar no bis "AQUELA".
ISSO EXIGE CARREIRA E REPERTÓRIO.

Se os tempos mudaram e hoje o público de um artista se desloca de seu conforto para ouvir só novidade não me avisaram.

Desculpa esfarrapada para VAMOS VENDER DVD PELO AMOR DE DEUS! (frase do diretor da gravadora desesperado com as contas que têm que fechar).

12 de julho de 2009 16:25  
Anonymous Anônimo said...

Na boa, ninguém é obrigado a comprar/ouvir o DVD. Não creio que seja um projeto "fora de hora" e tanto blablabla. Roberta não é promessa e sim realidade e quem quiser ouvir sua bela voz tem mais um produto à disposição. Não vamos complicar algo tão simples.

12 de julho de 2009 21:59  
Anonymous Anônimo said...

Tem razão anônimo, foi mal pela falta de interpretação do texto. Abs,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

13 de julho de 2009 08:20  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, por falar em Roberta Sá, você tem notícias sobre o álbum de inéditas dedicado a Roque Ferreira? Com o lançamento desse projeto (DVD+CD) o álbum de estúdio será adiado?

13 de julho de 2009 10:46  
Anonymous Anônimo said...

Quanta bobagem...
Vamos aguardar o DVD.
Roberta Sá é apenas uma boa cantora das muitas maravilhosas que a gente tem.Sei que não vai ser publicado meu comentário porque não coloco a Sá no pedestal,mas pelo mesnos o Mauro vai ler minha opinião.Está ótimo.
Roberta tem que ter paz para produzir...E produzir bem.

13 de julho de 2009 14:00  
Anonymous Anônimo said...

Eu honestamente não sei se é bobagem as opiniões "contra". Até porque não são "contra". Não entendi nos "contra" qualquer crítica à Roberta Sá. Entendi duas coisas:
1) Os "contra" querem Roberta Sá, mas com coisa nova, sem precisar no 3º disco repetir o repertório dos dois primeiros só com a diferença das "palmas"
2) Os "contra" criticam é algo que critico há muito tempo (bem antes de sonhar com DVD): a "comercialização" de seu artista que vira SIM joguete nas mãos dos "diretores" burocráticos. Não é à tôa que muita coisa boa da época áurea da indústria da música já era lançada de forma independente, sem contar as muitas belezas lançadas pela indústria que continuam não digitalizadas.

Faço apenas uma ressalva: se Roberta precisa entrar "no esquema" tem talento para fazê-lo sem que o DVD saia ruim. Aguardemos. E eu posso estar errado também, vai ver foi ela quem quis mesmo lançar o "prematuro" DVD achando que uma nova roupagem será importante para sua música. Estaria no seu direito e quem gosta vai continuar gostando. Como acho que todos aqui gostam, isso tá virando falar por falar. Procuremos outro post até chegar às lojas o "ao vivo" aí.

13 de julho de 2009 20:35  
Anonymous Anônimo said...

Até agora não entendo qual o problema dela lançar um DVD, mas tudo bem...cada um tem o direito de reclamar de algo.
Sem fazer qualquer tipo de comparação, mas a Maria Rita sempre lança DVD acoplado com o CD e ninguém faz disso um drama elaborando diversas teorias sobre o momento certo/ótimo para lançar algo desse tipo.

14 de julho de 2009 09:28  
Anonymous Anônimo said...

20:35 concordo também com algumas coisas que você escreveu. Não são bobagens, são só conselhos. Volto a afirmar: NADA CONTRA A ROBERTA, só acho que não era a hora! Tem de se construir uma carreira, com repertório NOVO entendeu? Preferiria o cd de inéditas com músicas do Roque Ferreira. Mas para isso, é preciso PEITAR a indústria e ela coitada, ainda não está com autonomia, nem moral suficiente para tomar certas atitudes (é até compreensível, pois ainda tem muito chão pela frente).
Por isso que eu admiro muito a minha Ídola! Nunca baixou guarda pra essa gente! Nos discos e projetos dela é ELA quem manda! Abs,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

PS: E mesmo assim o dvd é muito bem-vindo! Mas tenho o direito de achar que é prematuro demais! Se ainda fosse como o da Teresa, com a maioria das músicas inéditas, tudo bem! Mas eu adoro a Roberta e torço para o seu sucesso. Das novatas é uma das poucas com verdade, o resto é tudo farsa.

14 de julho de 2009 10:25  
Anonymous Anônimo said...

Creio que determinar se algo é prematuro ou não é totalmente SUBJETIVO e RELATIVO. Portanto, creio que mesmo que com 5 anos de carreira, a Roberta já tenha repertório para apresentar em um DVD. Portanto, concordo com aqueles que acham que opiniões como essa são coisas de gente cricri do que qualquer outra coisa. Roberta continue assim e faça o que você quiser, da sua carreira quem cuida é você, o resto é algo do tipo "teoria da conspiração"!!!!

14 de julho de 2009 13:44  
Anonymous Moisés said...

Tenho certeza de que Roberta lança o DVD porque quer e lançará em seguida o disco do Roque, tudo isso já estava previsto quando esse último foi anunciado. Até então, pelo menos, e acho que não acontecerá, pelo jeito como lida com a carreira, Roberta não é controlada por gravadoras, até porque está num selo independente - seus trabalhos são apenas distribuídos pela Universal.

Eu só confesso que costumo detestar a idéia de CDs ao vivo, acho apenas DVDs interessantes. Mas, se existe demanda...

Ah, e discordo completamente da idéia de que, pra lançar DVD, é preciso ter um grande repertório conhecido e que o artista deva cantar as músicas de sempre que o público quer.

14 de julho de 2009 15:42  
Anonymous Anônimo said...

Adoro ser cri cri, talvez por isso eu seja fã dos meus ídolos que sempre foram coerentes, criteriosos e sempre se esmeraram ao colocar bons trabalhos no mercado, com uma qualidade totalmente inquestionável, diga-se. Abs,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

14 de julho de 2009 19:09  
Anonymous Anônimo said...

Anônimo das 9:28h adoro Maria Rita e Roberta Sá e de fato ninguém reclama quando Maria Rita lança um DVD após o outro - sem contar que o PRIMEIRO já foi em DVD.
Eu tô é achando que as reclamações aqui é porque Roberta tá virando ESTRELA DE PRIMEIRA GRANDEZA (com a licença de Belchior), tá virando a PROTAGONISTA de sua geração, o que acaba tornando as "reclamações" aí muito boas para ela.

14 de julho de 2009 21:29  
Anonymous Anônimo said...

A teoria faz sentido...

14 de julho de 2009 22:20  
Anonymous Anônimo said...

Dizer que alguém é "coerente" é no mínimo questionável e subjetivo!!!

14 de julho de 2009 23:05  
Anonymous Anônimo said...

Lembrando que Maria Rita gravou DVD antes mesmo de lançar o primeiro disco, estreando em especial de TV. Ser filha de Elis ajudou em algo? Não, imagina...

15 de julho de 2009 02:41  
Anonymous Anônimo said...

Anônimo das 2:41h, o das 21:29h foi mais "coerente".
GRAVAR DVD TÁ MAIS FÁCIL QUE GRAVAR CD. MUITO MAIS FÁCIL.
Não precisa ser "filha" ou "filho" de ninguém, não.
É O ÚLTIMO SUSPIRO DA INDÚSTRIA.

15 de julho de 2009 18:50  

Postar um comentário

<< Home