22 de julho de 2009

Rennó verte produção judia para vozes da MPB

Carlos Rennó verteu para o português músicas norte-americanas compostas por judeus. Com arranjos de Jaques Morelenbaum, as versões poderão ser ouvidas no CD Nego, cujo lançamento está previsto para agosto de 2009. Maria Rita (em foto de Tripolli) figura no elenco do álbum como a intérprete de Bewitched (tema da dupla Richard Rodgers e Lorenz Hart). Rennó e Morelenbaum recrutaram nomes como Zélia Duncan (Over the Rainbow), Gal Costa (My Romance, com participação de Carlinhos Brown), João Bosco (Ol' Man River), Erasmo Carlos (Summertime) e Seu Jorge (Strange Fruit), entre outros. O CD já está (inteiramente) gravado.

8 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Carlos Rennó verteu para o português músicas norte-americanas compostas por judeus. Com arranjos de Jaques Morelenbaum, as versões poderão ser ouvidas no CD Nego, cujo lançamento está previsto para agosto de 2009. Maria Rita (em foto de Tripolli) figura no elenco do álbum como a intérprete de Bewitched (tema da dupla Richard Rodgers e Lorenz Hart). Rennó e Morelenbaum recrutaram nomes como Zélia Duncan (Over the Rainbow), Gal Costa (My Romance, com participação de Carlinhos Brown), João Bosco (Ol' Man River), Erasmo Carlos (Summertime) e Seu Jorge (Strange Fruit), entre outros. O CD já está (inteiramente) gravado.

22 de julho de 2009 20:25  
Anonymous Anônimo said...

BOA NOTÍCIA. ENFIM UMA NOVIDADE NOVA MESMO.

22 de julho de 2009 20:33  
Blogger Ju Oliveira said...

DETESTO estas versões que o Rennó faz pra canções americanas.

Sem dúvida os intérpretes são na maioria ótimos, o que faz o projeto ter algum interesse.

Mas, no fim das contas, fique com os originais. Sugiro Ella Ftizgerald, cantora perfeita que já gravou tudo isso.

22 de julho de 2009 22:01  
Anonymous Anônimo said...

Tens Razão, Ju, mas dentro das atuais "novidades" do mercado, ainda acho curioso e benvindo.

22 de julho de 2009 22:20  
Anonymous Anônimo said...

Essas versões saõ geralmente horrorosas, mas valem pelos intérpretes, principalmente por Gal, que anda sumida dos projetos da MPB.

22 de julho de 2009 23:34  
Blogger Leandro said...

Gal e Bronw é no mínimo um dueto curioso...novos ventos na MPB....Q BOM!

23 de julho de 2009 08:56  
Anonymous Anônimo said...

Gal Costa, Jaques Morelenbaum, Richard Rodgers e Lorenz Hart... "Novidades novas mesmo"??? O que seria velho, então? Matusalém?

23 de julho de 2009 17:05  
Anonymous Anônimo said...

Novidade é o "conceito" do disco. Mas deixa pra lá que isso é coisa de colecionador.
Abraços.

23 de julho de 2009 19:10  

Postar um comentário

<< Home