11 de julho de 2009

Clássico de Sinéad é reeditado com CD-bônus

Ao lançar seu segundo álbum, I Do Not Want What I Haven't Got, em 1990, Sinéad O'Connor conseguiu projeção mundial por conta do estouro da balada Nothing Compares 2 U, da lavra de Prince. Nenhum outro álbum posterior da artista irlandesa bisaria o êxito desse disco, cuja Limited Edition está sendo lançada no mercado brasileiro pela EMI Music neste mês de julho de 2009. A novidade é o CD adicional com dez faixas-bônus. Os destaques são os covers inéditos do reggae Night Nurse (Gregory Isaac) e de Mind Games (John Lennon), produzidos por Daniel Lanois. Outros três bônus preciosos da reedição são My Special Child (música lançada como single em 1991), Damn your Eyes (o lado B do single de Three Babies) e uma versão estendida de Silent Night, da trilha sonora do filme The Ghosts of Oxford Street. Há também cover de Cole Porter (You Do Something to me, do projeto Red, Hot & Blue) e registros ao vivo que valorizam a reedição desse clássico da discografia da artista, que, embora há tempos afastada das paradas, continua sendo uma das vozes mais sensíveis e originais de sua era. Vale (re)ouvir I Do Not Want What I Haven't Got.

3 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Ao lançar seu segundo álbum, I Do Not Want What I Haven't Got, em 1990, Sinéad O'Connor conseguiu projeção mundial por conta do estouro da balada Nothing Compares 2 U, da lavra de Prince. Nenhum outro álbum posterior da artista irlandesa bisaria o êxito desse disco, cuja Limited Edition está sendo lançada no mercado brasileiro pela EMI Music neste mês de julho de 2009. A novidade é o CD adicional com dez faixas-bônus. Os destaques são os covers inéditos do reggae Night Nurse (Gregory Isaac) e de Mind Games (John Lennon), produzidos por Daniel Lanois. Outros três bônus preciosos da reedição são My Special Child (música lançada como single em 1991), Damn your Eyes (o lado B do single de Three Babies) e uma versão estendida de Silent Night, da trilha sonora do filme The Ghosts of Oxford Street. Há também cover de Cole Porter (You Do Something to me, do projeto Red, Hot & Blue) e registros ao vivo que valorizam a reedição desse clássico da discografia da artista, que, embora há tempos afastada das paradas, continua sendo uma das vozes mais sensíveis e originais de sua era. Vale (re)ouvir I Do Not Want What I Haven't Got.

11 de julho de 2009 12:06  
Blogger MidnightShift said...

Que ótima notícia, Mauro.
Sinéad O'Connor é uma cantora interessantíssima, complexa, densa. Seu pecado? Ser sincera demais. O business não gosta!
Esse limited edition já está na minha lista de próximas aquisições.

15 de julho de 2009 20:56  
Anonymous Anônimo said...

Este é um dos melhores álbuns de todos os tempos. Disco esplêndido, de uma artista soberba.

21 de agosto de 2009 23:42  

Postar um comentário

<< Home