18 de julho de 2009

CD, DVD e remixes lembram 20 anos sem Raul

A morte de Raul Seixas (1945 - 1989) vai completar 20 anos em 21 de agosto de 2009. A efeméride está motivando várias reviradas no baú sem fundo do artista. A gravadora MZA Music vai editar o kit de CD e DVD 20 Anos sem Raul. O DVD exibe documentário de 30 minutos sobre a vida e a obra do autor de Ouro de Tolo. Já o CD vai apresentar música inédita encontrada pelo produtor Marco Mazzola. O título da música ainda não foi divulgado. Paralelamente, uma das filhas do cantor, a DJ Vivi Seixas, prepara disco com remixes de sucessos de Raul. Há também a versão em áudio do livro O Baú do Raul Revirado, editado pelo jornalista Silvio Essinger. Nessa versão, a narração é feita por Tico Santa Cruz, vocalista do grupo Detonautas. Por fim, já em avançada fase de produção, mas ainda sem previsão exata de sua estreia, há o documentário Raul Seixas - O Início, o Fim e o Meio, dirigido por Walter Carvalho e Evaldo Mocarzel. O filme está quase pronto.

7 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

A morte de Raul Seixas (1945 - 2009) vai completar 20 anos em 21 de agosto de 2009. A efeméride está motivando várias reviradas no baú sem fundo do artista. A gravadora MZA Music vai editar o kit de CD e DVD 20 Anos sem Raul. O DVD exibe documentário de 30 minutos sobre a vida e a obra do autor de Ouro de Tolo. Já o CD vai apresentar música inédita encontrada pelo produtor Marco Mazzola. O título da música ainda não foi divulgado. Paralelamente, uma das filhas do cantor, a DJ Vivi Seixas, prepara disco com remixes de sucessos de Raul. Há também a versão em áudio do livro O Baú do Raul Revirado, editado pelo jornalista Silvio Essinger. Nessa versão, a narração é feita por Tico Santa Cruz, vocalista do grupo Detonautas. Por fim, já em avançada fase de produção, mas ainda sem previsão exata de sua estreia, há o documentário Raul Seixas - O Início, o Fim e o Meio, dirigido por Walter Carvalho e Evaldo Mocarzel. O filme está quase pronto.

18 de julho de 2009 10:42  
Anonymous Anônimo said...

Antes, em 2 de agosto, completará 20 anos sem nosso rei do baião Luiz Gonzaga.

18 de julho de 2009 10:51  
Blogger André Luís said...

Mauro, o ano de morte do Raul está errado no texto. Ele morreu em 1989, e não em 2009 (!) como está. rsrs

Ah! Muitíssimo bem lembrado também os 20 anos de morte do REI Luiz Gonzaga (esse sim é Rei de alguma coisa na Música Brasileira).

18 de julho de 2009 11:16  
Blogger Mauro Ferreira said...

Grato, André, por apontar minha desatenção.

18 de julho de 2009 11:18  
Anonymous Anônimo said...

Remixes das músicas do Raul?
Acho que ele detestaria ver isso.
Tocaaaaaaa Raul, original!

18 de julho de 2009 14:44  
Anonymous Danilo said...

O documentário só tem 30 minutos? Será que está à altura de Raul?

18 de julho de 2009 17:42  
Anonymous Anônimo said...

Vou te contar, esse aí não consegue sossegar no túmulo.
Espero que não venham com repetições "nada a acrescentar" ou inéditas fundo de baú de qualidade audível sofrível.
Raul em vida fez sua obra definitiva e eterna. Se é para alguém "ganhar dinheiro" justificando-se com datas ou outros motivos típicos que o façam com respeito ao artista que foi.

18 de julho de 2009 21:23  

Postar um comentário

<< Home