27 de junho de 2009

'Canções' chega ao DVD com jeito tosco de VHS

Resenha de DVD
Título: Maria
Bethânia ao Vivo
As Canções que Você
Fez pra mim
Artista: Maria
Bethânia
Gravadora: Universal
Music
Cotação: * *

É triste e lamentável que o registro audiovisual do show As Canções que Você Fez pra mim tenha chegado ao DVD com o jeito tosco de um VHS. Em 1995, quando o vídeo foi lançado, a qualidade do áudio e da imagem seguia o padrão da época. Hoje, na era digital e da alta definição, é inaceitável que a gravadora Universal Music não tenha submetido esse áudio e essa imagem ao devido tratamento para a edição em DVD, que chega às lojas com expressiva tiragem inicial de 10 mil cópias, típica de um lançamento original. Justiça seja feita: a gravadora não engana o consumidor. Na contracapa do DVD, há o aviso de que "Tanto o áudio quanto o vídeo foram mantidos como registrados à época". Contudo, é triste que um material tão bom não tenha sido tratado com o devido valor. O áudio mono até incomoda, mas não tanto quanto a qualidade da imagem. Parece que o espectador está assistindo a um DVD pirata.

Questões técnicas à parte, Maria Bethânia ao Vivo - que recebe na edição em DVD o subtítulo As Canções que Você Fez pra mim para reforçar o fato de que o show é resultante do homônimo álbum de 1993 em que a intérprete canta somente sucessos de Roberto Carlos - flagra a cantora em momento de grande popularidade, venda e expressão. Filmado em 1994 pelos cineastas Walter Salles e Andrucha Waddington, o show não se resumiu ao cancioneiro de Roberto Carlos. Nas 20 músicas do roteiro perpetuadas no registro audiovisual, há músicas até então inéditas na voz de Bethânia - casos de Genipapo Absoluto (a canção invernal que Caetano Veloso lançara em 1989 no álbum Estrangeiro), do fraco samba Onde o Rio É Mais Baiano (feito por Caetano naquele ano) e Todo o Sentimento (a obra-prima de Chico Buarque e Cristóvão Bastos, lançada por Chico em 1987 no álbum Francisco). Sem falar que, no palco, Bethânia aborda o repertório de Roberto Carlos com nuances inexistentes nos registros de estúdio. Enfim, um grande show que não merecia chegar ao formato digital à moda do finado VHS. É para os súditos.

35 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

É triste e lamentável que o registro audiovisual do show As Canções que Você Fez pra mim tenha chegado ao DVD com o jeito tosco de um VHS. Em 1995, quando o vídeo foi lançado, a qualidade do áudio e da imagem seguia o padrão da época. Hoje, na era digital e da alta definição, é inaceitável que a gravadora Universal Music não tenha submetido esse áudio e essa imagem ao devido tratamento para a edição em DVD, que chega às lojas com expressiva tiragem inicial de 10 mil cópias, típica de um lançamento original. Justiça seja feita: a gravadora não engana o consumidor. Na contracapa do DVD, há o aviso de que "Tanto o áudio quanto o vídeo foram mantidos como registrados à época". Contudo, é triste que um material tão bom não tenha sido tratado com o devido valor. O áudio mono até incomoda, mas não tanto quanto a qualidade da imagem. Parece que o espectador está assistindo a um DVD pirata.

Questões técnicas à parte, Maria Bethânia ao Vivo - que recebe na edição em DVD o subtítulo As Canções que Você Fez pra mim para reforçar o fato de que o show é resultante do homônimo álbum de 1993 em que a intérprete canta somente sucessos de Roberto Carlos - flagra a cantora em momento de grande popularidade, venda e expressão. Filmado em 1994 pelos cineastas Walter Salles e Andrucha Waddington, o show não se resumiu ao cancioneiro de Roberto Carlos. Nas 20 músicas do roteiro perpetuadas no registro audiovisual, há músicas até então inéditas na voz de Bethânia - casos de Genipapo Absoluto (a canção invernal que Caetano Veloso lançara em 1989 no álbum Estrangeiro), do fraco samba Onde o Rio É Mais Baiano (feito por Caetano para Alcione) e Todo o Sentimento (a obra-prima de Chico Buarque e Cristóvão Bastos, lançada por Chico em 1987 no álbum Francisco). Sem falar que, no palco, Bethânia aborda o repertório de Roberto Carlos com nuances inexistentes nos registros de estúdio. Enfim, um grande show que não merecia chegar ao formato digital à moda do finado VHS. É para os súditos.

27 de junho de 2009 10:19  
Anonymous Anônimo said...

Isto é grave e lamentável. Bethânia sempre perfeccionista vendo isso... Acho que não teve como intervir, afinal os direitos são da gravadora.
De qualquer forma, é Bethânia! E sendo Bethânia sempre é bom. Vou comprar!

27 de junho de 2009 10:29  
Anonymous Anônimo said...

Acho q vou continuar com meu piratão então... triste pq pra quem tem o Pirata, com seus problemas qual seria mesmo a vantagem de comprar o original décadas depois s eo mesmo não passou por nenhuma mudança significativa? audio mono? as mesmíssimas músicas, sem extras... dessa vez lamento mas ñ vou torcer que desencalhe das prateleiras...

27 de junho de 2009 11:20  
Anonymous fabio braga said...

Não acredito que o vhs tinha o som e a imagem de péssima qualidade pelo padrão da época, até porque na época, muitos vhs eram lançados com muita qualidade que poderia até se comparar a de um dvd nos dias de hoje, caso dos vhs lançados pela sony music que tinham áudios fantásticos!!!!!!

27 de junho de 2009 11:32  
Anonymous Anônimo said...

Juntando a febre do DVD com a febre por Bethânia você acha que alguém vai ligar, Mauro ?
Vai vender horrores.

27 de junho de 2009 12:04  
Anonymous Anônimo said...

Eu decidi e, não comprarei. estava esperando, mas com essa qualidade, vou mesmo continuar assistindo, quando der vontade, no youtube.Uma pena!

27 de junho de 2009 12:39  
Anonymous Anônimo said...

Putz,
o áudio desse VHS é tosco. Parece que foi gravado dentro de um túnel... Vou ficar com o meu pirata mesmo!

27 de junho de 2009 13:27  
Anonymous Anônimo said...

Vou verificar antes de comprar então, adoro Bethânia mas nos dias de hoje é proibitivo lançar DVD sem qualidade, há mtas formas de filtragem para melhorar aúdio e vídeo.
Obs.Sobre as músicas citadas, discordo de vc, Mauro: Genipapo Absoluto acho uma obra-prima tocante, Onde o Rio é mais Baiano tem boa melodia mas a letra tem ótimos momentos só no início, no todo é fraca e Todo o Sentimento acho uma boa música ( embora Cristóvão Bastos tenha, particularmente com Aldir Blanc, músicas bem melhores) que tem uma ótima letra mas, no total, acho que a música é superestimada. E o cancioneiro do rei Roberto é excelente até 1986, o disco de 1988 é bom, depois disso temos de garimpar.
Abraço, parabéns pelo ótimo blog.

27 de junho de 2009 13:34  
Anonymous Anônimo said...

Me admira Bethânia deixar passar isso assim... Vergonha!

27 de junho de 2009 13:46  
Anonymous luc said...

Ahhh...Eu acho bacaninha o samba-reggae Onde o Rio é Mais Baiano . É um achado aquele início 'a Bahia, estação primeira do Brasil, ao ver a Mangueira, nela inteira se viu'.

27 de junho de 2009 14:17  
Anonymous Anônimo said...

Vai vender horrores sim à 9,90 nas bancas de jornal!!!
Eu vou esperar ir pra banca!!!
Comprei: Maricotinha, Outros doces bárbaros e muitos outros maravilhosos na banca!!!

27 de junho de 2009 14:21  
Anonymous Anônimo said...

Li e reli o trecho que cita "Onde o rio é mais baiano" por que não pude acreditar em vê-lo classificado como "fraco".

Pra mim é das melhores canções de Caetano desde a década de 90. E antes que algum engraçadinho diga que é por que a obra recente de CV é ruim - com o que discordo em absoluto - ressaltaria a linda história que ele conta nesta letra inspirada. A melodia também me agrada muito.

27 de junho de 2009 18:47  
Anonymous Anônimo said...

Falou tudo, Luc, os versos que vc cita são os "ótimos momentos no início" que comentei ( incluindo aí o "exibiu-se sua face verdadeira" até "pois o Rio surgiu dessa maneira" - bela a trama da rima (sonora) de "expediu" com "rio" e depois "surgiu", e no final "maneira" rimando com "verdadeira"). Mas Caetano disse uma vez que fez a música rapidamente, à noite, para poder mostrar num show que os baianos apresentariam no dia seguinte, daí não pôde trabalhá-la ( mas sendo muito eclético e versátil, muitas vezes ele mostra sem problemas a sua inspiração imediata e sem ajustes). Abraço.

27 de junho de 2009 19:53  
Anonymous Anônimo said...

É uma pena que este DVD tenha som e imagem ruim. Eu considero este, o melhor show de Bethânia. E eu gosto de todos, sem exceção.

Luiz Leite - Belém/PA.

27 de junho de 2009 19:56  
Anonymous Tiago said...

Mauro é normal. Estudo vídeo e cinema, e sei que quando um filme ou um audio é gravado duma maneira não há maneira de modificar pra melhor. Sempre oiço nas aulas, para pior podemos sempre pôr, mas para melhor, nada se consegue.

Temos pena, mas valerá a pena decerteza, nem que seja para juntar á coleção. Esperando que saia em Portugal.

Parabens pelo blog Mauro. Abraço de Portugal.

Tiago Ramalho.

27 de junho de 2009 20:05  
Anonymous Anônimo said...

Vai pra banca de jornal, verdade?

27 de junho de 2009 20:34  
Anonymous Anônimo said...

"Todo sentimento" foi a última obra prima de Chico. Depois dessa música, infelizmente, Chico não fez mais nada de relevante.

27 de junho de 2009 20:37  
Anonymous mauricio said...

Mauro,coloca as faixas please!!!quanto tempo é de show?no vhs ficou mt coisa de fora,mas pela sua resenha já pressinto q não incluiram rs.

28 de junho de 2009 00:00  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, não sou tiete da Bethânia, mas na 'fraca' Onde o Rio é Mais Baiano eu vejo um pouco do que seus súditos lhe atribuem: majestoso poder de interpretação.

28 de junho de 2009 09:08  
Anonymous Anônimo said...

Onde O Rio É Mais Baiano é uma música deliciosa que tem na interpretação da Bethania o vendaval dos seus velhos (e bons)tempos.
Caetano e Alcione têm, cada um, uma versão totalmente acéfala da mesma(deliciosíssima) canção.

28 de junho de 2009 12:16  
Anonymous Anônimo said...

Bethânia é Diva! Não merecia esse descaso da Universal! Espero que eles reparem o erro e façam uma nova tiragem, desta vez com uma qualidade melhor no som/imagem e com a íntegra do show!

Mas comprarei porque Bethânia é a Rainha da MPB e compro todos os maravilhosos DVDs dela! Ela é a rainha do palco!

28 de junho de 2009 14:19  
Anonymous mauricio said...

pra quem quiser ver a contra-capa e o roteiro:

http://mariabethaniareverso.blogspot.com/

28 de junho de 2009 16:08  
Anonymous Igor said...

Esse disco foi importante pq fez a Bethânia voltar já que ela tinha feito discos fracos no começo da década.

28 de junho de 2009 22:06  
Blogger jose rebberty said...

Ou eu não entendo nada de música ou Mauro é um tanto exagerado em suas críticas...
Afinal...Onde o Rio é mais Bahiano é umas das melhores músicas do show!

28 de junho de 2009 22:12  
Anonymous Alexandre Siqueira said...

Tem algo intrigante a respeito desse "lançamento": a contracapa diz que o áudio é mono. No "trailer" que vi no site da Universal o áudio me parece bem melhor que no VHS, que quando foi lançado (1995) já vinha com um áudio péssimo. Se o áudio e a imagem desse VHS seguiam o padrão da época, o padrão devia ser muito ruim então. Acontece que na lombada da capa de papelão do VHS e também no próprio plástico do mesmo, o áudio é descrito como "STEREO". Portanto, das duas uma: ou a Universal já havia enganado os compradores, dizendo que o áudio era estéreo quando na verdade era mono, ou está enganando agora, lançando um DVD de um show de 1994 com áudio em mono, o que é inaceitável. O pior é que nem tentando melhorar a trilha do VHS no PC dá jeito. O áudio é péssimo mesmo!

29 de junho de 2009 01:38  
Anonymous Anônimo said...

Não gostei dos CDs com as canções do RC/EC mas fui ao show. Os melhores momentos que achei foram Lua Branca, Adeus by by (fora do VHS/DVD) e Onde o Rio é mais Baiano, esta em interpretação arrepiante da Bethânia.

29 de junho de 2009 10:09  
Anonymous Anônimo said...

É inaceitável que diante de toda uma tecnologia disponível, se coloque no mercado um material tão primário. Isso é desleixo e descaso com o público. Diante disso a única resposta imediata é não comprar.
Deve-se esclarecer que isso não tem a mão de Maria Bethânia.

29 de junho de 2009 10:37  
Anonymous Anônimo said...

PELO QUE LI, NÃO HÁ NENHUM "EXTRA" NO DVD!!
QUE TRISTE!!
MAURO, VC MENCIONOU A QUALIDADE DE IMAGEM à UM DVD PIRATA, SAIBA QUE OS DVDS PIRATAS, MUITAS VEZES TêM QUALIDADE SUPERIOR AOS PRODUZIDOS PELAS GRAVADORAS!!
AÍ, NESTE, ESTÁ A PROVA DISSO!!!!
POBRE BETHÂNIA, PREZA PELA UALIDADE, NO FINAL DAS CONTAS, NADA PODE OPINAR EM RELAÇÃO À ESSE LANÇAMENTO.
SERÁ QEU ELA FALARÁ SOBRE ESSE DVD EM ALGUM LUGAR? SE AUTORIZOU OU NÃO, SE CONCORDA COM O LANÇAMENTO...
VAMOS AGUARDAR!!!

29 de junho de 2009 14:06  
Anonymous Anônimo said...

Realmente, Alcione em dueto com Caetano, conseguiu destruir essa música que foi gravada no cd Brasil de Oliveira da Silva e do Samba. Não conheço a gravação da Bethânia. Vou comprar o dvd!
Abs,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

PS: Tenho somente o cd e simplesmente ADORO!

29 de junho de 2009 14:10  
Anonymous mauricio said...

pro lançamento de algum produto,precisa do ok do artista.Me admiro Bethânia autorizar sair assim o dvd nesse desleixo.

o dvd docés bárbaros foi totalmente remasterizado,a universal teve é preguiça e quer só lucrar.
uoh.

29 de junho de 2009 15:49  
Anonymous Anônimo said...

Mauricio, só a título de informação. Quando desta gravação Bethânia ainda seguia as regras das multis e - que eu saiba - durante tantos anos as gravações pertencem à gravadora, não ?
Tanto que Bethânia teve que "engolir" esse disco à época porque estava ainda vinculada à Universal. Depois de "As Canções..." de estúdio quando vieram com pressão de vol.2 é que Bethânia mandou a Universal para P.Q.P. Como o contrato ainda previa mais um disco a Universal mandou esse "ao vivo". Com os direitos sobre a obra gravada também não tem isso não ?
ACHO DIFÍCIL BETHÂNIA DEIXAR VENDER UM PRODUTO TÃO RUIM EM QUALIDADE SONORA OU VISUAL SE NÃO FOSSE OBRIGADA.
Olha o drama que foi o lançamento do DVD "Dentro do Mar Tem Rio", já que a princípio Bethânia não teria aprovado a qualidade da imagem.

29 de junho de 2009 18:31  
Anonymous Anônimo said...

O referido samba parece mesmo medíocre na gravação de Alcione e Caetano, mas a Bethania conseguiu arremessá-lo lá pra cima numa interpretação vibrante e incrivelmente rítmica.
De dar olé em muita sambista que vai no sapatinho por aí...

29 de junho de 2009 19:57  
Anonymous Anônimo said...

é para os súditos???
então vai bombar...súdito nesta realeza é o que não falta...

29 de junho de 2009 21:38  
Anonymous Anônimo said...

Já comprei na Saraiva.

3 de julho de 2009 00:27  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, sou fã de bethania e tenho tido dificuldade em encontrar cds do início de sua carreira até o início dos anos 90. Para completar minha coleção faltam os cds "Ciclo", "Memória da Pele" e "Pássaro da Manhã". Será que eles estão fora de catálogo? Sabe onde eu posso encontrá-los? Eu tenho os LPs mas a qualidade do áudio não é muito boa. Me ajude!!! Com relação ao novo DVD de Bethânia, vou comprar mesmo assim. Afinal, Bethânia nunca é demais!!!!

16 de julho de 2009 22:53  

Postar um comentário

<< Home