15 de junho de 2009

Afro-sambas de Baden juntam Philippe e Adnet

Os antológicos afro-sambas de Baden Powell (1937 - 2000) e Vinicius de Moraes (1913 - 1980) rendem mais um disco, de tonalidade jazzística - como já anuncia, aliás, o título Afro Samba Jazz. Editado pela gravadora Biscoito Fino neste mês de junho de 2009, o CD junta o pianista Philippe Baden Powell - filho do autor de Canto de Ossanha - ao violonista e arranjador Mario Adnet. Gravado sob a direção musical dos dois instrumentistas, o álbum procura outras soluções harmônicas paras os afro-sambas de Baden. Basicamente instrumental, o disco traz a voz cálida de Mônica Salmaso - cantora que despontou no mercado fonográfico com trabalho dedicado aos afro-sambas e dividido com o violonista Paulo Belinatti - no Canto de Yemanjá e na Ladainha de Yansan (o segundo tema é parte integrante da Suite Yansan). O repertório apresenta temas raros de Baden, caso de Alodê. Em texto escrito para o encarte do CD, Philippe Baden Powell lembra que seu pai considerava Adnet "um cara da pesada".

10 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Os antológicos afro-sambas de Baden Powell (1937 - 2000) e Vinicius de Moraes (1913 - 1980) rendem mais um disco, de tonalidade jazzística - como já anuncia, aliás, o título Afro Samba Jazz. Editado pela gravadora Biscoito Fino neste mês de junho de 2009, o CD junta o pianista Philippe Baden Powell - filho do autor de Canto de Ossanha - ao violonista e arranjador Mario Adnet. Gravado sob a direção musical dos dois instrumentistas, o álbum procura outras soluções harmônicas paras os afro-sambas de Baden. Basicamente instrumental, o disco traz a voz cálida de Mônica Salmaso - cantora que despontou no mercado fonográfico com trabalho dedicado aos afro-sambas e dividido com o violonista Paulo Belinatti - no Canto de Yemanjá e na Ladainha de Yansan (o segundo tema é parte integrante da Suite Yansan). O repertório apresenta temas raros de Baden, caso de Alodê. Em texto escrito para o encarte do CD, Philippe Baden Powell lembra que seu pai considerava Adnet "um cara da pesada".

15 de junho de 2009 22:39  
Anonymous Anônimo said...

Se tem Mônica Salmaso, tô dentro.

15 de junho de 2009 23:33  
Blogger Flávia C. said...

Eu também, Anônimo!

16 de junho de 2009 09:43  
Blogger Flávia C. said...

P.S.: Bem que o "Afro-sambas" da Mônica e do Bellinati merecia uma reedição. Acho a maior judiação um disco daquela qualidade estar indisponível (a não ser para download ilegal :P).

16 de junho de 2009 09:50  
Anonymous Anônimo said...

Ai vem coisa boa!

16 de junho de 2009 12:27  
Anonymous ROBERTO MURILO FERREIRA DIAS said...

Acabei de ouvir o disco e recomendo a todos que gostem de boa música instrumental brasileira, de Baden Powell e de Moacyr Santos, mestre de Baden, e presente no disco em espírito.

16 de junho de 2009 21:04  
Anonymous Anônimo said...

Primoroso!

16 de junho de 2009 21:40  
Anonymous Anônimo said...

É, Flávia, só em dólar. No "site" da "Amazon" você acha. TRISTE BRASIL.

18 de junho de 2009 21:35  
Blogger Rubens said...

ROBERTO MURILO FERREIRA DIAS

Por favor! O disco está esgotado, passa pra mp3 e posta pra gente! Vamos dividir isso!!!

Salve a democratização da cultura!

23 de julho de 2009 00:37  
Blogger Laila Guilherme said...

Domingo, vi o show no Sesc Pinheiros e amei! É mais completo que o CD - que aliás estava à venda por apenas R$ 25. Nos sites Biscoito Fino e de livrarias, está por volta de R$ 35.

Inclusive estou comentando no meu blog Doses de Cultura e Pitadas de Prosa - http://lailaguilherme.blogspot.com

Grande abraço!

10 de novembro de 2009 19:50  

Postar um comentário

<< Home