9 de maio de 2009

Entraram 'Água' e 'Irene' no roteiro de Zii e Zie

Tango do repertório de Carlos Gardel, reutilizado pelo cineasta espanhol Pedro Almodóvar na trilha sonora do filme homônimo, Volver foi uma das boas surpresas do roteiro do show Zii e Zie, que teve sua estreia nacional na noite de ontem, 8 de maio de 2009, no Rio de Janeiro (RJ). Diante de um Canecão hiperlotado (havia gente em pé nos corredores), o cantor - em foto de Mauro Ferreira - apresentou com a BandaCê músicas como Irene, A Voz do Morto, Não Identificado e Água (da lavra de Kassin + 2). Detalhe: o repertório não incluiu músicas do álbum Transa (1972), embora o CD Zii e Zie tenha subtítulos (Transamba e Transrock) que aludem ao cultuado LP de ambiência roqueira. Eis - na ordem - as 24 músicas do roteiro da estreia do show Zii e Zie:
1. A Voz do Morto
2. Sem Cais
3. Trem das Cores
4. Perdeu
5. Por Quem
6. Lobão Tem Razão
7. Maria Bethânia
8. Irene
9. Volver
10. Aquele Frevo Axé
11. Tarado Ni Você
12. Menina da Ria
13. Não Identificado
14. Odeio
15. Falso Leblon
16. Base de Guantánamo
17. Lapa
18. Água
19. A Cor Amarela
20. Eu Sou Neguinha?
Bis:
21. Incompatibilidade de Gênios
22. Manjar de Reis
23. Três Travestis
24. Força Estranha

3 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Tango do repertório de Carlos Gardel, utilizado pelo cineasta espanhol Pedro Almodóvar na trilha sonora do filme homônimo, Volver foi uma das boas surpresas do roteiro do show Zii e Zie, que teve sua estreia nacional na noite de ontem, 8 de maio de 2009, no Rio de Janeiro (RJ). Diante de um Canecão hiperlotado (havia gente em pé nos corredores), o cantor - em foto de Mauro Ferreira - apresentou com a BandaCê músicas como Irene, A Voz do Morto, Não Identificado e Água (da lavra de Kassin + 2). Detalhe: o repertório não incluiu músicas do álbum Transa (1972), embora o CD Zii e Zie tenha subtítulos (Transamba e Transrock) que aludem ao cultuado LP de ambiência roqueira. Eis - na ordem - as 24 músicas do roteiro da estreia do show Zii e Zie:
1. A Voz do Morto
2. Sem Cais
3. Trem das Cores
4. Perdeu
5. Por Quem
6. Lobão Tem Razão
7. Maria Bethânia
8. Irene
9. Volver
10. Aquele Frevo Axé
11. Tarado Ni Você
12. Menina da Ria
13. Não Identificado
14. Odeio
15. Falso Leblon
16. Base de Guantánamo
17. Lapa
18. Água
19. A Cor Amarela
20. Eu Sou Neguinha?
Bis:
21. Incompatibilidade de Gênios
22. Manjar de Reis
23. Três Travestis
24. Força Estranha

9 de maio de 2009 02:53  
Anonymous Anônimo said...

Emanuel Andrade disse..

Já que Caetano adora essas iventividades, em vez de repetir Eu sou neguinha, ele podia até ir lá no fundo do baú e resgatar Malacaxeta, que compôs com o Pepeu Gomes. Acho que era a cara da Banda Câ. Será se o baiano aguentaria cantá-la? Eis que a canção tem um som altíssimo. Ah fisgar ainda da era pós-tropicalista, Superbacana.
Vai que é tua Caetano.

10 de maio de 2009 22:36  
Anonymous Anônimo said...

Emanuel Andrade

Digo, tom altíssimo, em que é prreciso muita garganta e guitarrar para o feito que a música exige, embora Pepeu com sua voz miúda tenha conseguido à época.

11 de maio de 2009 10:32  

Postar um comentário

<< Home