5 de maio de 2009

Leo Maia evoca a infância no 'Sopro do Dragão'

Previsto para ser editado em julho de 2009, o terceiro álbum de Leo Maia, Sopro do Dragão, vai ter repertório majoritariamente autoral. O filho de Tim Maia (1942-1998) assina nove das 14 músicas do disco. A intenção foi evocar os sons de sua infância. "Ouvi muito Trio Mocotó, Banda Black Rio e sambas dos anos 40 e 50, lembrando da época em que eu era um garoto e frequentava a (gafieira) Estudantina", detalha o cantor, parceiro de Seu Jorge na faixa Amor à Moda Antiga. Com Jerônimo, Leo compôs Amor em Movimento. Já em I Go I Go o parceiro é Cássio Calazans. O CD - que sai pela LGK Music com distribuição da gravadora Som Livre - tem arranjos de Julinho Teixeira, executados por virtuoses do naipe de Serginho Trombone, Jamil Joanes (no baixo) e Marcos Suzano (percussão).

3 Comments:

Anonymous Fabiano said...

o cara é bom, neguinho não reconhece porque ele é filho do Tim

24 de agosto de 2009 10:56  
Anonymous cesar said...

Sopro do Dragão supera os discos ateriores do Leo Maia. O som é ótimo.
As semelhanças com outros suingues e batidas não significa imitação.
Se fosse assim, gostaria que alguem citase, atuamente, um som original.

3 de setembro de 2009 10:16  
Blogger agenor said...

leo amei seu som, vc realmente sabe o que é música, ouvir seu pela primeira vez no programa de Maria candido, e ameim vc ta de parabéns, é de músicos assim que estamos precisando, nota maxima pra vc.

9 de janeiro de 2010 20:11  

Postar um comentário

<< Home