14 de abril de 2009

Lokua faz no Rio CD em que bisa dueto com Lee

Cantor e compositor nascido na República do Congo, na África, mas já radicado no Brasil, onde fez parcerias com nomes como Chico César e Vander Lee, Lokua Kanza prepara CD gravado no Rio de Janeiro. Neste primeiro disco made in Brasil, o artista africano faz dueto com Lee na música Vou Ver, uma de suas parcerias com o colega mineiro. O dueto não é inédito, pois Lokua já gravou com Vander Lee a música Do Bão, faixa de Faro, sexto disco do artista.

12 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Cantor e compositor nascido na República do Congo, na África, mas já radicado no Brasil, onde fez parcerias com nomes como Chico César e Vander Lee, Lokua Kanza prepara CD gravado no Rio de Janeiro. Neste primeiro disco made in Brasil, o artista africano faz dueto com Lee na música Vou Ver, uma de suas parcerias com o colega mineiro. O dueto não é inédito, pois Lokua já gravou com Vander Lee a música Do Bão, faixa de Faro, sexto disco do artista.

14 de abril de 2009 09:30  
Anonymous Anônimo said...

E gravou com a Gal a deslumbrante "Sexo e Luz", faixa do último cd de inéditas dela. Aliás, foi Gal quem realmente fez, que o grande público conhecesse Lokua Kanza. Também no cd Bossa Tropical ela gravou Vander Lee (Onde Deus Possa me Ouvir), aí fica a história né, dizem que ela não grava novos compositores, pura balela, a prova tá aí, Gal sempre na frente mesmo. E por falar na Gal, cadê?
Nenhuma notícia Mauro?
Abraço

14 de abril de 2009 09:43  
Anonymous Anônimo said...

meus sais....

16 de abril de 2009 08:00  
Anonymous Anônimo said...

Se entendi, pode "sair" mesmo.

16 de abril de 2009 22:02  
Anonymous Anônimo said...

Mandou bem, anônimo. Que fiquem Vander Lee, Jorge Vercilo, Lenine e Chico César - salvações dessa nova geração.

18 de abril de 2009 01:35  
Anonymous Anônimo said...

Mano Freire disse..

Salvação? Disseram isso de Marisa Monte e Adriana Calcanhoto, quando as duas aparaeceram. E não salvaram nada. Lenine e Chico César tem bagame e agregaram coisas novas e boas na MPB.Os outros dois se repetem e só.

20 de abril de 2009 23:33  
Anonymous Anônimo said...

Não salvaram nada ? Marisa dispensa comentários. Adriana, seja compondo - "Cariocas" - ou transformando porcaria - "Assim sem você" - em beleza já salvaram muita coisa nos tristes anos 90 da MPB.
Quanto a Jorge Vercillo e Vander Lee vou deixar para lá, é uma implicância sem sentido a dois talentos que vendem, são populares e isso incomoda a quem acha que música boa é aquela que não sai da esquina.

21 de abril de 2009 00:50  
Anonymous Anônimo said...

Ter talento e ser popular parece que é equação sem solução na matemática dos que só valorizam artistas que tocam no "seu" aparelho de som. Se o vizinho tocar também perde o valor... quanta besteira.

21 de abril de 2009 00:53  
Anonymous Anônimo said...

Os anônimos acima já responderam à lamentável "resenha" do "mano" anterior. É melhor uma bela carta "anônima" do que bobagem assinada.

21 de abril de 2009 12:22  
Anonymous Anônimo said...

Prezado "Mano", quem precisa de salvação é a geração 90 para frente; a de 80 ainda teve muita coisa boa. Não acho que Marisa, Adriana e outros do começo de 90 tivessem esse fardo não.

21 de abril de 2009 13:38  
Anonymous Anônimo said...

De fato, Lenine e Chico César não vendem 1/3 do que Jorge Vercillo vende e do que Vander começa a vender. FAZ SENTIDO.

21 de abril de 2009 13:48  
Anonymous Anônimo said...

Jorge Vercillo quando apareceu para o grande público com "Encontro das Águas" e Vander Lee com, entre outras, "Esperando Aviões", foram endeusados. Agora que fazem sucesso são uma porcaria ? DECIDAM-SE.
Talvez falte a Lenine e a Chico César um GRANDE, MEGA SUCESSO TELEVISIVO E RADIOFÔNICO... ou não ? Deixemos quieto ?

21 de abril de 2009 14:35  

Postar um comentário

<< Home