21 de abril de 2009

DVD de Vanessa chegará às lojas em 4 de maio

O (primeiro) DVD de Vanessa da Mata chega às lojas a partir de 4 de maio de 2009, via Sony Music, com o registro do show gravado no Centro Histórico de Paraty (RJ) na série Multishow ao Vivo. O DVD chega às lojas na sequência da exibição do programa pelo Canal Multishow, agendada para 30 de abril. Na gravação ao vivo, a artista é produzida por Mário Caldato e Kassin, pilotos do último álbum de estúdio de Vanessa, Sim (2007). No roteiro apresentado ao ar livre em Paraty, em 27 de novembro de 2008, há músicas até então inéditas na voz da cantora - casos de Acode (tema de autoria de Vanessa, gravado por Shirle de Moraes), As Rosas Não Falam (Cartola) e Um Dia, um Adeus (Guilherme Arantes). Nos extras, o DVD exibe imagens de Vanessa em sua turnê pela Europa e flagrantes do encontro da artista com Ben Harper em São Paulo (SP), cidade onde foi gravado o clipe do hit Boa Sorte / Good Luck.

22 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

O primeiro DVD de Vanessa da Mata chega às lojas a partir de 4 de maio de 2009, via Sony Music, com o registro do show gravado no Centro Histórico de Paraty (RJ) na série Multishow ao Vivo. O DVD chega às lojas na sequência da exibição do programa pelo Canal Multishow, agendada para 30 de abril. Na gravação ao vivo, a artista é produzida por Mário Caldato e Kassin, pilotos do último álbum de estúdio de Vanessa, Sim (2007). No roteiro apresentado ao ar livre em Paraty, em 27 de novembro de 2008, há músicas até então inéditas na voz da cantora - casos de Acode (tema de autoria de Vanessa, gravado por Shirle de Moraes), As Rosas Não Falam (Cartola) e Um Dia, um Adeus (Guilherme Arantes). Nos extras, o DVD exibe imagens de Vanessa em sua turnê pela Europa e flagrantes do encontro da artista com Ben Harper em São Paulo (SP), cidade onde foi gravado o clipe do hit Boa Sorte / Good Luck.

21 de abril de 2009 11:00  
Blogger Gilmar said...

mauro vc saberia dizer o que aconteceu com a musica inedita dela chamada "esperança"?

21 de abril de 2009 11:40  
Anonymous Caçula said...

Polêmico demais ...

1 - Serão distribuídos gratuitamente 3.500 exemplares dos 25 mil que serão produzidos mas não foi informado quantos desses exemplares "gratuitos" serão destinados a divulgação em rádios, TVs, sites ...

2 - Para baratear (?) os custos a gravação - que iria ocorrer em Tiradentes (MG) - foi feita, ao ar livre, em Paraty (RJ).

3 - A proposta inicial da produtora carioca Conteúdo Digital Filmes, responsável pelo DVD, solicitava um valor de quase R$ 1,5 milhão (exatamente R$ 1.478.445,68) para o projeto dos quais foi aprovado R$ 900 mil pela Lei do Audiovisual

21 de abril de 2009 11:47  
Anonymous Anônimo said...

Prova de fogo...

21 de abril de 2009 13:39  
Anonymous Anônimo said...

Vanessa acertou em cheio na roupa colorida, ficou bonitona.
Só achei que a capa deveria ser uma foto dela sorrindo.
Esse DVD vai estourar.

PS: Os números são burrinhos, não entendem de música, nem da beleza da cantora. :>)

Jose Henrique

21 de abril de 2009 14:46  
Anonymous Anônimo said...

Vanessa foi sábia mais uma vez ao esperar o momento certo de registrar sua belíssima entrega ao palco em DVD! Aguardo ansioso pra ter esse dvd original em casa! Assim como Maria Bethânia, Vanessa merece e deve daqui pra frente registrar todos seus shows em DVd, porque é no palco, que ela é 100% vanessa e toca qualquer pessoa que a assista!

Silvia rosa- Manaus

21 de abril de 2009 18:38  
Anonymous patricia andrade said...

essa é deusa!

22 de abril de 2009 08:33  
Anonymous Denilson said...

José Henrique,

Na minha modesta opinião, se o DVD foi produzido com renúncia fiscal (ou seja, com nosso dinheiro), deveria ser distribuído gratuitamente.

Me irrita muito esse tipo de projeto bancado por gravadoras multinacionais e por canais de televisão pagos. Isso para não falar do jabá rolando solto.

Mas, é apenas a minha opinião.

abração,
Denilson

22 de abril de 2009 08:41  
Anonymous Anônimo said...

No palco ela é 100% desafinada, isso sim!

22 de abril de 2009 08:53  
Anonymous Julia said...

É no palco que ela mostra como é desafinada. Só por Deus pra aguentar ela ao vivo. Falar de Bethania e Vanessa da Mata no mesmo tópico é no mínimo constrangedor.

22 de abril de 2009 09:23  
Anonymous Anônimo said...

pra variar a mesma "pobre discussão" novamente... viva as intervenções ao vivo! viva a naturalidade! e viva a sensibilidade!

antônio - belo horizonte

22 de abril de 2009 10:34  
Blogger Gilmar said...

"O que ela escreve é Guimarães Rosa", compara Bethânia. "Essa menina precisava estar sendo adulada, reverenciada". Num encontro, a cantora manifestou à autora seu espanto com a qualidade dos versos. "É tudo metáfora da vida", disse Vanessa da Mata "Fiquei espantadíssima", conta Bethânia."


palavras de Maria Bethania

http://www.mariabethania.com.br/clipping/critica.asp?num=120

22 de abril de 2009 11:49  
Anonymous léa sotto said...

Ela é seria, compõe algumas coisas lindas, é simpática, tem estilo mas não canta N A D A. Considero constrangedor ouvir/ver Vanessa ao vivo. Sua emissão é colegial, e ela desafina horrores.
Merece, contudo, um DVD registrando seu trabalho, porquê é uma compositora realmente talentosa e sua lavra é bastante autoral.

22 de abril de 2009 18:26  
Anonymous Anônimo said...

Oh God! O alvo da vez é a Vanessa.
Como quase tudo na vida algo ou alguém deve ser analisado pelo "conjunto da obra".

Vanessa pode não ser uma grande intérprete, como Mônica Salmaso por exemplo, mas já construiu em pouco tempo e na era "digital" - onde o artista vira "software" nas mãos dos que se dizem espertos (mal sabem eles que só estão contribuíndo para o fim da música registtrada) - uma carreira sólida e de respeito (assim como Mônica ou Roberta Sá).
A bela geração 70 está cheia de cantoras que desafinam ou não tem gogó de ouro mas que em contraponto têm carisma, personalidade, presença de palco, bom gosto na escolha do repertório, enfim, outras qualidades que fazem qualquer "derrapada" parecer bobagem diante da presença cênica.

Estou enganado ou Nana Caymmi e Maria Bethânia - só para citar duas deusas - não estariam na lista ? Até Elis quando se emocionava dentro de seu estilo vida/palco, palco/vida, não dava suas derrapadas também ?

22 de abril de 2009 23:26  
Anonymous Anônimo said...

Tenho de admitir que naquele "Som Brasil" do Cartola ela fez feio, apesar de gostar da moça e ter seus discos - como terei esse também. SORTE PARA ELA.

22 de abril de 2009 23:33  
Anonymous Anônimo said...

Falou o produtor Denílson.
É verdade, bicho.
Mas, fico numa sinuca de bico, poque beleza me corrompe. :>)

Abraço
Jose Henrique

23 de abril de 2009 00:44  
Blogger Dido said...

Acredito que não causa nenhuma dor à Vanessa chamá-la de desafinada.

Linda de se ver, de se ouvir e de viver.

23 de abril de 2009 09:17  
Anonymous Anônimo said...

concordo inteiramente com o comentário de lea. tenho todos seus cds pq sua produção me interessa mas reconheço que sua voz é quase primária.

23 de abril de 2009 09:57  
Anonymous Anônimo said...

Essa é outra artista super valorizada pelo marketing que impera hoje. Cantora super desafinada, compositora mediana e discos sofríveis.

25 de abril de 2009 19:39  
Anonymous Anônimo said...

Cacilda... Todos deviam seguir um exemplo muito simples e fático: ao invés de ficarem discutindo sobre Daniela X Ivete ou Roberta Sá X Vanessa da Mata, deveriam voltar no tempo e seguir o exemplo de um público do qual fiz parte: Elba X Amelinha.
HAVIA ESPAÇO PARA AS DUAS E SEUS FÃS, MESMO GOSTANDO DE UMA MAIS DO QUE DE OUTRA IAM FAZER O QUE DEVIAM: COMPRAR O DISCO, VER O SHOW, TROCAR INFORMAÇÕES, COMPARAR SAUDAVELMENTE O CAMINHO DE CADA UMA, etc.
Hoje em dia parece crime gostar de 2 cantoras ou cantores que tenham uma certa identificação. Quanta perda de tempo e de prazer.
Deixem a guerra para os políticos, para os banqueiros, até para os atuais religiosos. CULTURA É UNIÃO, É TROCA DE INFORMAÇÃO, É APRENDER COM O ERRO E FESTEJAR O ACERTO.
Se muita coisa faz falta neste país GARANTO que talento musical e cultura no geral é que não é, mesmo que a SUA cultura não seja a mesma da MINHA, por exemplo.
Quanta bobagem. Estamos aqui fazendo papel de idiotas. Quem pensa que está soltando o sarrafo em algum artista está é promovendo ele. PAZ, MÚSICA, CULTURA E PRAZER!

25 de abril de 2009 20:13  
Anonymous Anônimo said...

Fazer sucesso incomoda uma barbaridade, sô.

25 de abril de 2009 20:43  
Anonymous Anônimo said...

Teve um dia no serginho groisman que a Venessa cantou, estava no começo do sucesso, ela desafinou feio em algumas oportunidades..cantou ai ai ai..e eu comigo mesmo pensando: ai ai ai..tá doendo meu ouvido. Apesar disso, acho que essas desafinadas aqui e ali sao o mínimo. Ela tem uma voz bonita, apesar de tudo o que falei. Tem otimas composições. Sacadas espetaculares: "aonde vento é brisa e não haja quem possa"..Muito bom!! Fui no show dela aqui em maceio, não percebi as desafinações, alias, se as percebi foram em número muito reduzido. O que importa é não se deter a esses detalhes - tem pior coisa que curtir o som com ouvido de crítico? Muito melhor somente curtar a música, que é muito boa. Pra que ser cri cri? Foi um otimo show, um dos melhores, senão o melhor que já presenciei. Valeu. Vou comprar o dvd. Fui

14 de maio de 2009 12:20  

Postar um comentário

<< Home