6 de fevereiro de 2009

Roberta prepara CD dedicado a Roque Ferreira

Roberta Sá (em foto de Paulo Vainer) concretiza até 2010 seu projeto de dedicar um álbum - no caso, o terceiro da cantora - inteiramente ao repertório do compositor baiano Roque Ferreira, de quem gravou o samba Laranjeira em seu segundo CD, Que Belo Estranho Dia para se Ter Alegria. O projeto do disco já está em andamento e tem tudo para ser tão importante quanto o álbum dedicado por Leila Pinheiro em 1996 ao cancioneiro de Guinga & Aldir Blanc (Catavento e Girassol). Dono de obra inspirada, Roque vem sendo gravado nos últimos anos por nomes como Zeca Pagodinho (Samba pras Moças), Maria Bethânia (Doce, belo tributo a Dorival Caymmi) e Simone & Zélia Duncan (Ralador) - entre outros - sem que o público associe o autor às suas músicas.
Enquanto prepara o disco, cuja seleção de repertório vai priorizar músicas inéditas do compositor, Roberta Sá articula a gravação de seu primeiro DVD. Previsto inicialmente para o fim de 2008, o registro ao vivo vai acontecer ainda neste semestre - talvez entre março e abril - num show na casa Vivo Rio, no Rio de Janeiro (RJ).

26 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Roberta Sá (em foto de Paulo Vainer) concretiza em 2009 seu projeto de dedicar um álbum - no caso, o terceiro da cantora - inteiramente ao repertório do compositor baiano Roque Ferreira, de quem gravou o samba Laranjeira em seu segundo CD, Que Belo Estranho Dia para se Ter Alegria. O projeto do disco já está em andamento e tem tudo para ser tão importante quanto o álbum dedicado por Leila Pinheiro em 1996 ao cancioneiro de Guinga & Aldir Blanc (Catavento e Girassol). Dono de obra inspirada, Roque vem sendo gravado nos últimos anos por nomes como Zeca Pagodinho (Samba pras Moças), Maria Bethânia (Doce, belo tributo a Dorival Caymmi) e Simone & Zélia Duncan (Ralador) - entre outros - sem que o público associe o autor às suas músicas.
Enquanto prepara o disco, cuja seleção de repertório vai priorizar músicas inéditas do compositor, Roberta Sá articula a gravação de seu primeiro DVD. Previsto inicialmente para o fim de 2008, o registro ao vivo vai acontecer ainda neste semestre - talvez entre março e abril - num show na casa Vivo Rio, no Rio de Janeiro (RJ).

6 de fevereiro de 2009 09:11  
Anonymous Anônimo said...

Que bela notícia! Tomara que ela regrave Doce de Cajá que a minha Rainha gravou nos anos 80! Poderia até rolar um convite! Convida ela Roberta!!!! Abraços,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

6 de fevereiro de 2009 09:14  
Anonymous Anônimo said...

Esqueci! Laranjeira é uma das grandes músicas do último disco, mas gostaria que ela regravasse Afefé que ela gravou MUITO BEM naquele disco "Samba novo"! É a grande música daquele cd. Abraços,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

6 de fevereiro de 2009 09:18  
Anonymous Anônimo said...

Roque Ferreira é o autor de Lágrima, gravada por Maria Bethânia no CD Mar de Sophia e também incluída no CD do show Dentro do Mar tem Rio. É uma das mais lindas músicas que tive o prazer de ouvir nos últimos tempos. Gostaria de saber mais sobre esse compositor.
Beatriz
Rio

6 de fevereiro de 2009 09:41  
Anonymous Anônimo said...

Que não chame Rodrigo Campello pois suas programações não combinam com samba de roda do recôncavo baiano. Nem chame Jaime Além ...

6 de fevereiro de 2009 09:50  
Anonymous Anônimo said...

Será o QUARTo album da Roberta, e não o terceiro. Antes de Braseiro ela gravou um disco chamado Sambas e Bossas.

6 de fevereiro de 2009 10:35  
Anonymous Anônimo said...

Muito cedo pra Roberta se dedicar a um compositor só. Roque é bom, mas não vale, por enquanto, um cd só com músicas dele. Roberta deveria dar continuidade a sua bela carreira e continuar diversificando. De qq maneira, vou ficar na torcida pra sair um bom cd.

6 de fevereiro de 2009 11:10  
Anonymous Anônimo said...

Seria o terceiro sim, pois o "Sambas e Bossas" foi um disco encomendado por uma empresa :)

6 de fevereiro de 2009 12:12  
Anonymous Flávio said...

Discordo do Anônimo de 11:10. Roque Ferreira é um grande compositor e, merece sim, um álbum de uma grande intérpre totalmente dedicado a ele. Tem tudo para ser um dos grandes discos de 2009.

6 de fevereiro de 2009 12:30  
Anonymous Moisés said...

O projeto ainda será em parceria com o Trio Madeira Brasil? Essa era a idéia original. E a gravação de Afefé, de Roberta, é realmente espetacular.

6 de fevereiro de 2009 13:18  
Anonymous Anônimo said...

Também discordo do anônimo de cima. Acho esse tipo de projeto extremamente coerente, e dos compositores mais novos (se bem que nem tão novo assim) gravados por Roberta Sá, Roque Ferreira é tranquilamente o melhor.

6 de fevereiro de 2009 13:27  
Blogger MIster Teles, o Musical said...

Roberta Sá é uma das cantoras mais fofas, doces, afinadas e talentosas que surgiu no cenário da MPB nos ultimos anos! Torço mto por ela!

6 de fevereiro de 2009 15:19  
Anonymous André Morais said...

Acho que a Roberta fez, como sempre, uma ótima escolha, e acho que ela está diversificando sim fazendo um cd agora dedicado a um compositor, já que os dois anteriores foram albuns de repertório mais aberto... O Roque Ferreira dialoga muito bem com o jeito buliçoso de cantar da Roberta e ele realmente precisa ter o trabalho mais divulgado, isso sem dúvida será definitivo pra consolidar o cara como o grande compositor que é... Estou ansioso para ouvi-la. Também penso que esse cd pode ser tão importante quanto o da Leila Pinheiro com a obra do Guinga... maravilha!

6 de fevereiro de 2009 16:19  
Anonymous Anônimo said...

RS é uma cantora mediana mas escolhe repertório como gente grande. Roque tem canções lindíssimas (Lágrima realmente é um escândalo!).
Acho que vai dar samba!

6 de fevereiro de 2009 16:39  
Anonymous Denilson said...

Não sei não...

Eu acho um pouco precipitado dizer que "O projeto ... tem tudo para ser tão importante quanto o álbum dedicado por Leila Pinheiro em 1996ao cancioneiro de Guinga & Aldir Blanc (Catavento e Girassol). "

Roque Ferreira é muito bom, mas não tem o mesmo nível de riqueza melódica/harmônica/de letras que o das músicas compostas por Guinga e Aldir Blanc.

Será um bom disco? Com certeza... Apenas discordo dessa já pré-disposição de classificá-lo como um divisor de águas na música brasileira.

Mas... é só a minha opinião.

abração,
Denilson

6 de fevereiro de 2009 16:45  
Anonymous Anônimo said...

O fato do primeiro disco dela não ter sido comercializado não faz com que ele não exista. Aliás, em tempos de pirataria, quando ninguém compra CD mesmo, tanto faz se ele foi comercializado ou não: nos blogs de mp3 ele aparece lado a lado do Braseiro e do Belo Estranho Dia.

6 de fevereiro de 2009 17:30  
Anonymous Luc said...

Concordo com o Denilson.

6 de fevereiro de 2009 17:39  
Blogger Ju Oliveira said...

amo o Roque, ótima notícia.

só espero que Roberta adote um som mais orgânico e o disco não venha recheado de programações eletrônicas.

6 de fevereiro de 2009 18:13  
Anonymous OLIVEIRA said...

Belo "casamento" sem dúvida, mas tô com o Denilson também.
Fenômenos como aquela obra-prima citada por Mauro e que nos proporcionou um clássico eterno em plenos anos 90 - CATAVENTO E GIRASSOL!!!!!! - é pedir demais. É querer que RAIO CAIA NO MESMO LUGAR.
Mas acredito em milagre: Roberta Sá é a melhor de sua geração - não fica nada a dever à Leila - os arranjos diferentes e bem elaborados de seus 2 anteriores também ajudam e Roque Ferreira mesmo não sendo - e não é mesmo - um Guinga e nem um Aldir Blanc faz bonito também. TORÇAMOS.

6 de fevereiro de 2009 19:27  
Anonymous Lurian said...

Roberta é uma moça graciosa que tem uma forma buliçosa no cantar.Com repertório de Roque Ferreira vai dar o que falar...

Mauro estou no aguardo de sua resenha para o cd/DVD da Verônica Sabino.

7 de fevereiro de 2009 00:15  
Anonymous Anônimo said...

Legal Mauro. Você já vinha "cantando a bola" sobre esse projeto da Roberta!

Sem dúvida vem coisa boa por ai.
Pelo menos uma coisa mudou aqui no blog, as comparações insuportáveis com a Marisa Monte se reduziram consideravelmente. Roberta é a melhor de sua geração!

7 de fevereiro de 2009 09:49  
Anonymous OLIVEIRA said...

Ju, também não gosto desse negócio de teclado eletrônico, "samplers" e outros instrumentos "made in" informática na MPB, mas como já citei acima, acho que no caso dos CDs de Roberta esses "instrumentos" foram muito bem "dirigidos" dentro dos belos arranjos das músicas que foram justamente o diferencial de seus trabalhos anteriores. Na minha opinião, assim como o BOSSACUCANOVA o faz muito bem também, é a tecnologia a serviço da música - sem exageros, sem exibicionismos, sem tentativa de provar que o eletrônico e moderno seja melhor que o acústico e tradicional - e não o contrário.
Mas é minha opinião e quanto a sua é válida também devido ao fato de que poucas vezes se acerta quando fazem tal mistura.
Abraços.

7 de fevereiro de 2009 20:57  
Anonymous Anônimo said...

Roque Ferreira é um compositor muito inspirado. Seu único CD, lançado pela Gravadora Acari, é uma obra-prima que passou meio apagado pela mídia nacional. Uma vergonha. O cara não é moderninho, não tem programação eletrônica, não vai para o "Céu"... (com todos os duplos sentidos).

A comparação de sua obra com a obra de Guinga é deselegante e inoportuna. São dois grandes artistas da música popular brasileira que merecem todo o nosso respeito. A riqueza das composições de Roque Ferreira está na felicidade de quem o escuta com o coração aberto.

Se Roberta focar os olhares do público para o trabalho de Roque, o disco já cumpriu o seu legado.

Paulo Nepomuceno

9 de fevereiro de 2009 20:22  
Anonymous Anônimo said...

Desde quando comparar é desrespeitar ? Está no dicionário ?

14 de fevereiro de 2009 10:14  
Anonymous Anônimo said...

Se Roque Ferreira resolver compor algo do que Guinga e/ou Aldir Blanc compõe não vai dar caldo.
Se Guinga e/ou Aldir Blanc resolverem compor samba-de-roda baiano vai ter até banquete.
É aí que entra a comparação. Fui.

14 de fevereiro de 2009 11:53  
Anonymous Carlos Barros said...

Fiquei feliz em saber desta nova empreitada de Roberta, como fico sempre em acessar o seu blog.
É muito bem escrito e informativo.

Gostaria de te enviar material sobre meu trabalho jusical.
Sou intérprete na Bahia e estou em fase de pré-lançamento de meu disco.

Como faço?
Pode se corresponder comigo através do meu e-mail?

barroscar@yahoo.com.br

Abraços!

3 de junho de 2009 11:16  

Postar um comentário

<< Home