5 de fevereiro de 2009

CD duplo compila criação poderosa de Nogueira

Dentro da série de coletâneas duplas que inclui Meu Drama, título dedicado a Roberto Ribeiro (1940 - 1996), a EMI Music põe nas lojas Poder da Criação, disco que compila a obra de outro saudoso sambista: João Nogueira (1941 - 2000). A coletânea de Nogueira reúne 28 gravações realizadas entre 1971 - ano em que o artista gravou músicas como O Homem de um Braço Só (incluída na seleção) no álbum coletivo Quem Samba Fica..., espécie de pau-de-sebo que apresentou bambas como Nadinho da Ilha e o próprio Roberto Ribeiro - e 1982. A seleção de repertório, a cargo de Ricardo Moreira, cobre bem todo o período de auge criativo do compositor. Eis as 28 músicas da compilação Poder da Criação:
CD 1:
1. Poder da Criação (1980)
2. Batendo a Porta (1974)
3. Maria Rita (1978)
4. Espelho (1977)
5. Mineira (1975)
6. Do Jeito que o Rei Mandou (1974)
7. Apoteose ao Samba (1977)
8. Das 200 para Lá (1972)
9. Não Tem Tradução (1975)
10. Baile no Elite (1978)
11. Louco (Ela É seu Mundo) (1981)
12. Eu Sei, Portela (1974)
13. O Homem de um Braço Só (1971)
14. Tempo à Beça (1975)

CD 2
1. Nó na Madeira (1975)
2. Súplica (1979)
3. Pimenta no Vatapá (1977)
4. As Forças da Natureza (1978)
5. Eu Hein, Rosa! (1974)
6. Vem Quem Tem, Vem Quem Não Tem (1975)
7. Heróis da Liberdade (1972)
8. E Lá Vou Eu (Mensageiro) (1974)
9. Bela Cigana (1982) - com Clara Nunes
10. Um Gago Apaixonado (1974)
11. Morrendo Verso em Verso (1972)
12. Espere Oh! Nega (1977)
13. Partido Rico (1974) - com Paulo César Pinheiro
14. Meu Canto sem Paz (1975)

8 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Dentro da série de coletâneas duplas que inclui Meu Drama, título dedicado a Roberto Ribeiro (1940 - 1996), a EMI Music põe nas lojas Poder da Criação, disco que compila a obra de outro saudoso bamba: João Nogueira (1921 - 2000). A coletânea de Nogueira reúne 28 gravações realizadas entre 1971 - ano em que o artista gravou músicas como O Homem de um Braço Só (incluída na seleção) no álbum coletivo Quem Samba Fica..., espécie de pau-de-sebo que apresentou bambas como Nadinho da Ilha e o próprio Roberto Ribeiro - e 1982. A seleção de repertório, a cargo de Ricardo Moreira, cobre bem todo o período de auge criativo do compositor. Eis as 28 músicas da compilação Poder da Criação:

CD 1:
1. Poder da Criação (1980)
2. Batendo a Porta (1974)
3. Maria Rita (1978)
4. Espelho (1977)
5. Mineira (1975)
6. Do Jeito que o Rei Mandou (1974)
7. Apoteose ao Samba (1977)
8. Das 200 para Lá (1972)
9. Não Tem Tradução (1975)
10. Baile no Elite (1978)
11. Louco (Ela É seu Mundo) (1981)
12. Eu Sei, Portela (1974)
13. O Homem de um Braço Só (1971)
14. Tempo à Beça (1975)

CD 2
1. Nó na Madeira (1975)
2. Súplica (1979)
3. Pimenta no Vatapá (1977)
4. As Forças da Natureza (1978)
5. Eu Hein, Rosa! (1974)
6. Vem Quem Tem, Vem Quem Não Tem (1975)
7. Heróis da Liberdade (1972)
8. E Lá Vou Eu (Mensageiro) (1974)
9. Bela Cigana (1982) - com Clara Nunes
10. Um Gago Apaixonado (1974)
11. Morrendo Verso em Verso (1972)
12. Espere Oh! Nega (1977)
13. Partido Rico (1974) - com Paulo César Pinheiro
14. Meu Canto sem Paz (1975)

5 de fevereiro de 2009 23:20  
Anonymous Anônimo said...

"Mineira" já vale a coletânea.

6 de fevereiro de 2009 01:17  
Anonymous Felipe dos Santos Souza said...

Absolutamente obrigatório.

A parceria João Nogueira-Paulo César Pinheiro é das maiores que o samba já viu, em matéria de composição.

A voz suave e malemolente do João faz falta. Muita falta. E olhe que eu até acho que o Diogo não faz feio, não.

6 de fevereiro de 2009 04:05  
Anonymous Anônimo said...

Tem um erro de data aí Mauro. O João não pode nunca ter nascido em 1921! Abraços,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

PS: Na minha opinião Súplica já vale o disco.

6 de fevereiro de 2009 08:56  
Anonymous Anônimo said...

Pequena coletânea mas maravilhosa como toda sua discografia, méritos para O Grande Gênio João Nogueira, P.C. Pinheiro entre outros que o ajudaram e até o Diogo Nogueira que embora esteja no começo de sua carreira, mas com certeza sempre manterá a Bandeira do Pai de pé!!!!
Que venham mais coletâneas e outros achados imperdíveis dele, pois música ele tem!!!!!!!!!!!

6 de fevereiro de 2009 10:26  
Anonymous OLIVEIRA said...

EU QUERO SÃO OS ORIGINAIS!!!!!!!
Coletânea do João, diferentemente de Roberto Ribeiro, sempre esteve por aí (EMI;RCA;UNIVERSAL...). Esta é só mais uma.
QUERO A DISCOGRAFIA!!!!!

6 de fevereiro de 2009 19:31  
Anonymous OLIVEIRA said...

Para fazer justiça mais uma vez: a Universal lançou há tempos atrás - quem não comprou bobeou - os 4 de João lançados na Poyldor/Polygram em uma caixa. Por estas e outras é que excluí a Universal da lista das "sem esperança".
PS: E foi antes da morte de João, portanto, nada de oportunismo mórbido.

7 de fevereiro de 2009 17:58  
Anonymous Anônimo said...

aew jah qi vc coloko a fotu e as musicas coloka o link para o download dos dois cds

estou qerendo mto esse cd
abrass

15 de julho de 2009 13:47  

Postar um comentário

<< Home