31 de janeiro de 2009

Favorito global, Lenine segue caminho da Índias

Lenine - à direita num clique de Nana Moraes - emplacou duas faixas de seu álbum Labiata em duas consecutivas novelas das oito da Rede Globo de Televisão. Depois de ter tido a balada É o que me Interessa muito veiculada na fase inicial de A Favorita, é a vez de Martelo Bigorna ser propagada em diversas cenas da nova trama global, Caminho das Índias. Nas lojas em fevereiro de 2009, o CD com a trilha sonora nacional da história de Glória Perez inclui gravações de Nando Reis (Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás, sucesso de Raul Seixas), Pitty (Memórias), Emílio Santiago (Lembra de mim), Nana Caymmi (Não se Esqueça de mim, em dueto com Erasmo Carlos), Skank (Pára-Raio), Gonzaguinha (Feliz, o carro-chefe do álbum lançado pelo saudoso cantor em 1983), Zélia Duncan (Alma, na gravação original de 2001), Gilberto Gil (Vamos Fugir, no registro original de 1984), Paula Toller (Nada por mim), Marcelo D2 (Ela Disse), Zé Ramalho (O Vento Vai Responder, versão de Blowin' in the Wind, de Bob Dylan) e Zeca Pagodinho (Uma Prova de Amor), entre outros nomes. Haverá trilha somente com músicas indianas.

11 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Lenine (à direita num clique de Nana Moraes) emplacou duas faixas de seu álbum Labiata em duas consecutivas novelas das oito da Rede Globo de Televisão. Depois de ter tido a balada É o que me Interessa muito veiculada na fase inicial de A Favorita, é a vez de Martelo Bigorna ser propagada em diversas cenas da nova trama global, Caminho das Índias. Nas lojas em fevereiro de 2009, o CD com a trilha sonora nacional da história de Glória Perez inclui gravações de Nando Reis (Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás, sucesso de Raul Seixas), Pitty (Memórias), Emílio Santiago (Lembra de mim), Nana Caymmi (Não se Esqueça de mim, balada de Roberto Carlos), Skank (Pára-Raio), Gonzaguinha (Feliz, o carro-chefe do álbum lançado pelo saudoso cantor em 1983), Zélia Duncan (Alma, na gravação original de 2001), Gilberto Gil (Vamos Fugir, no registro original de 1984), Paula Toller (Nada por mim), Marcelo D2 (Ela Disse), Zé Ramalho (O Vento Vai Responder, versão de Blowin' in the Wind, de Bob Dylan) e Zeca Pagodinho (Uma Prova de Amor), entre outros nomes. Haverá trilha somente com músicas indianas.

31 de janeiro de 2009 10:36  
Anonymous Anônimo said...

Da séria série "cultura de almanaque": "Feliz" já fora parte de trilha de novela das oito, com a versão de Leila Pinheiro, incluída em "Porto dos Milagres", de 2001.

Agora falando sério: até que as trilhas da Globo tem melhorado, né não?

Felipe dos Santos Souza

31 de janeiro de 2009 15:59  
Anonymous Anônimo said...

felipe,
o mauro é um dos poucos criticos que sabem que não existe apenas lixo nas trilhas sonoras de novela.
um camarada meu já fez inclusive uma dissertação na uerj sobre isso : há qualidade , notamente quando se fale de mpb, nas trilhas sonoras.
e lenine é um dos exemplos.
o cara já frequenta trilhas sonoras de tv há muito tempo.
já em seu primeiro disco solo (ele fez um com suzano e outro com seu conterraneo) ele já emplacou uma.
o cara é um dos caras e não deixa de ser ele mesmo
abs

31 de janeiro de 2009 20:16  
Anonymous Anônimo said...

Caro Felipe, "eles" não tem escolha. Se a "Som Livre", braço musical da Globo, continuar a encher as trilhas com o "brega" habitual NÃO VAI VENDER, pois o ouvinte novelesco já comprou o original do artista brega "pirata" e, se não comprou, vai comprar a trilha "pirata". É a trilha-sonora também apostando no colecionador - que não compra "pirata". É estratégia, não é bom gosto não. Mas acho que não vai dar em nada pois para colecionador, trilha-sonora só vale se for de inéditas, do tipo trilha-sonora mesmo, específica, e não compilação (como foi o caso da trilha da novela "Pantanal").
De qualquer forma, boa sorte para "eles".

31 de janeiro de 2009 22:29  
Anonymous Anônimo said...

Concordo. À falta dos antigos programas musicais, a Globo encontrou um bom canal para transmitir música de qualidade.

A versão de Lembra de Mim com Emilio Santiago é muito boa. Mas nada suplanta a de sua madrinha, no disco Contemporaneos do Dori Caymmi. Enfim, Nana já está presente com outro apelo à memória, desta vez de Roberto e Erasmo.

1 de fevereiro de 2009 09:13  
Anonymous Anônimo said...

PARA QUEM NÃO É NOVELEIRO : TODA NOVELA DA GLORIA PEREZ TEM NANA CAYMMI.
NEM BOM, BEM RUIM. É QUE A GLORIA ADORA NANA E FAZ QUESTÃO DISSO.
PERGUNTEM A PROPRIA OU AO MARIOZINHO ROCHA.
CARIOCA DA PIEDADE

1 de fevereiro de 2009 11:10  
Anonymous Anônimo said...

EU QUERIA DIZER NEM BOM,NEM RUIM COM RELAÇÃO A ESCOLHA DA GLORIA PELA NANA
FOI ERRO DE DIGITAÇÃO
CAIORCA DA PIEDADE


SE PUDER, FAÇA A CORREÇÃO

1 de fevereiro de 2009 17:05  
Blogger Vitor said...

Eu tenho ouvido na novela a Nana cantar a musica "Lembra de Mim" de Ivan Lins. Será que ouvi errado?

1 de fevereiro de 2009 19:00  
Anonymous Anônimo said...

Emanuel Andrade disse..

Esse pessoal que faz trilha de novela é muito ruim. Vejam só: a bela canção feliz de Gonzaguinha já esteve com a voz do falecido duas vezes em novela. E em outra, a mesma música esteve lá em Porto dos Milagres, com leila Pinheiro. Nada por mim e Eu nasci há dez mil anos..(com Eduardo Dussek) também já estiveran em trilha. É a onda da repetição. Parece que a galera não pesquisa, encontra o prato feito e se repete. Dos anos 80 pra trás, se fazia uma trilha de primeira. Essa música da abertura das novelas das 8 é horrível. Bem que podiam ter colocado a Bethânia cantando Caminhos das Índias, do Moraes Moreira que ela gravou em Alteza. Ou podiam ter visto uma nova regravação para a música que tem tudo a ver.

1 de fevereiro de 2009 20:08  
Anonymous Anônimo said...

Emanuel, se a "indústria" respirando por aparelhos já não colabora muito, que dirá produtor musical de novela. És um otimista, mas estás coberto de razão.
Seria um novo nicho a ser explorado: Trilhas exclusivas, feitas para a produção e com artistas de primeira (senão a "pirataria" engole).
JÁ CITEI "PANTANAL", MAS TEM AINDA "GABRIELA" E AS TRILHAS DOS ANOS 60/70 que eram exclusivas de um certo compositor ou de vários compondo novas músicas para a história e seus personagens.
Mas a preguiça e a soberba não deixam seguir conselho.
Eu fico aqui só torcendo e lamentando.

1 de fevereiro de 2009 21:59  
Anonymous Anônimo said...

INDEPENDENTE DE SER OU NÃO BOM O PESSOAL QUE FAZ TRILHA TAMBÉM SEGUE A MESMICE DO CERTO. É O JOGO.
SE VOCE FOR PESQUISAR EU SEI QUE VOU TE AMAR JÁ APARECEU MUITAS E MUITAS VEZES.
É CLARO QUE SEMPRE TEM UM ROUPA NOVA AQUI, UM ADRIANA CALCANHOTTO, UM LENINE... OS AUTORES, DIRETORES, MARIOZINHO ROCHA, SONOPLASTAS TEM SEUS PREFERIDOS.
VEJA QUE MOACYR LUZ JÁ ESTRELOU NOVELAS, ATÉ ABRIU UMA NOVELA DAS SETE, MICO PRETO, NA VOZ DE GIL...
SÓ QUE DISCO DE NOVELA TEM QUE VENDER COMO SABONETE, COM EMBALAGEM E CHEIRO PARA O PUBLICO MÉDIO...
ARROUBOS SÓ EM MINISÉRIES

E VEJA LÁ.

CARIOCA DA PIEDADE

1 de fevereiro de 2009 23:04  

Postar um comentário

<< Home