3 de outubro de 2007

Krieger licencia primeiro CD para Biscoito Fino

Um dos compositores mais inspirados da nova geração carioca projetada na Lapa, já gravado por cantoras como Maria Rita (Ciranda do Mundo, Novo Amor e Maria do Socorro) e Roberta Sá (Novo Amor), Edu Krieger licenciou a reedição de seu cultuado primeiro disco - Edu Krieger, lançado em setembro de 2006 com uma distribuição precária - para a gravadora Biscoito Fino. O contrato já foi assinado esta semana. A partir de agora, caberá à gravadora fabricar, distribuir e divulgar o álbum de Krieger - até então de difícil acesso para o público. É neste disco - editado com 14 temas autorais de Krieger (em foto de Helmut Hossman) - que está a gravação original de Novo Amor, música simultaneamente recriada por Maria Rita e Roberta Sá em seus novos discos, numa (suposta) coincidência que vem provocando discussões entre fãs das duas cantoras. Maria Rita requisitou o grupo Galo Preto para seu registro. Roberta recrutou o exímio bandolim de Hamilton de Holanda em gravação sublime que se destaca em seu segundo CD.

28 Comments:

Blogger Vinny said...

Que notícia ótima!

Krieger merece! Um ótimo cantor e compositor!!!

Aposto que essa matéria vai dar continuidade as comparações da Roberta com Marisa, Maria Rita... o caralho a quatro!

Roberta gera sempre polêmica!

3 de outubro de 2007 00:02  
Anonymous Anônimo said...

Comparações e polêmicas à parte, o cara merece. Tenho o CD, é foooo...

3 de outubro de 2007 02:03  
Anonymous Anônimo said...

Adoro polêmica!
Mas saibam que até agora não me decidi por qual gravação gostei mais?
Sou apaixonado pela Roberta Sá, mas a gravação da Maria Rita tmb ficou linda!
Mas a nota mais importante é que teremos acesso ao trabalho do Krieger. Num contato recente, ele me disse que nem ele saberia como eu poderia adquirir o CD, já que moro em MG.
Palmas para a Biscoito Fino novamente, que só pra completar tmb, está com o novo CD do Chico Saraiva (Prêmio Visa) na ponta da agulha, o "Saraivada" será lançado ainda esse mês.

3 de outubro de 2007 08:24  
Anonymous Anônimo said...

Vinny,
Vamos ver se o povo vai se conter dessa vez e deixar a Roberta em paz pelo menos uma vez...rs

3 de outubro de 2007 08:30  
Anonymous Anônimo said...

Ótimo compositor mesmo.
Merece projeção nacional !
Salve, salve a Biscoito Fino

Espero que o de Mariana Bernardes saia logo ...

3 de outubro de 2007 09:54  
Anonymous Anônimo said...

Nooossa anônimo das 8:24 sabe que eu concordo com vc. Até agora não sei qual a gravação de Novo amor que gosto mais. Que bom que as duas gravaram, e mandaram bem! Música boa, bons instrumentistas e boas intérpretes é assim...

3 de outubro de 2007 09:55  
Anonymous Anônimo said...

estou baixando agora o cd.
depois compro pela Biscoito Fino.
e ouvi trechos do trabalho no site dele, e gostei muito.

e quanto as nossas cantoras, para que comparar? quanto mais melhor!
e cada um fique com a que preferir.

parabéns ao Edu.

3 de outubro de 2007 10:42  
Anonymous Anônimo said...

Muito legal! Desde o ano passado estou atrás deste disco e não consigo encontrar... Existe previsão de lançamento?
Quanto às duas gravações: gosto mais da interpretação vocal que a Robertá deu para a canção, mais melancólica. Mas, ao mesmo tempo, como um todo, gosto mais da gravação da MR, pelo arranjo e sonoridade geral da faixa. A gravação de MR me deixa mais feliz.

3 de outubro de 2007 11:00  
Blogger Letícia Tuí said...

Krieger merece tudo e muito mais. Ele é taletoso em tudo que faz. Além de compor músicas maravilhosas, adoro como ele se coloca no palco, é um puta violonista, enfim... perfeito.
Agora apesar do meu CD só ter saido agora, quem GRAVOU o primeiro samba dele fui eu.
Elas podem ser famosas (e eu as amo de paixão, as duas) mas quem teve esse privilégio fui eu ahaha!!!
Parabéns Krieger, e obrigada Mauro por nos manter informados!!!
Bjs

3 de outubro de 2007 13:00  
Anonymous Anônimo said...

O Edu é um dos poucos da nova geração que têm tudo para se tornar, com o passar das décadas, uma quase-unanimidade como Chico Buarque, Tom Jobim, Caymmi, Paulinho da Viola e outros monstros sagrados. Edu Krieger e Rodrigo Maranhão são dois nomes que me fazem sentir orgulho de pertencer a essa nova geração. Que mais compositores como eles sejam revelados!

3 de outubro de 2007 13:47  
Anonymous Anônimo said...

Além de tudo é um gato. Deus caprichou.

3 de outubro de 2007 14:10  
Anonymous Anônimo said...

Não sei como você enxerga algo sublime aí. Na boa, nada pessoal contra Roberta ou Maria Rita, mas... não entendo essa discussão, porque realmente tanto faz. A música é boa, os 2 acompanhamentos são bons, as 2 cantoras são boas, mas... sublime? Tem um monte de sopranos bastante afinadas, novinhas, na faixa dos 20, cantando mpb de boa qualidade. Todas essas patricinhas são uma gracinha, seus vestidos e maquiagem são fofinhas, tem voz bonitinha, afinadas etc, mas cadê o sublime, hein? Eu até agora não vi nada disso. Ana Luísa, Roberta, as Marianas, Talma, Mariene, Shirle, Preta, Luiza, e várias outras. Em que elas se destacam? São todas muito parecidas, afinadinhas e gostosinhas. Quanto a Maria Rita, que voz linda, bem diferente de todas essas outras, só que é igual à da mãe. A mpb atual, quando não é algo (chato) tipo Ana Carolina ou Ivete Sangalo, é um pé no saco. Tem dó!

3 de outubro de 2007 14:43  
Anonymous Anônimo said...

quem é letícia tuí? Apresente-se moça e seja bem vinda!

3 de outubro de 2007 16:08  
Anonymous Anônimo said...

Mas cuidado com esses chatos amargurados e pés no saco tipo o bob...

3 de outubro de 2007 16:42  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, meu caro, numa boa,

ler as bobagens que muitos leitores do seu blog falam a respeito do fato de Roberta Sá e Maria Rita terem gravado "Novo amor" quase simultaneamente é uma coisa... juro que eu relevo.

Mas ler "música simultaneamente recriada por Maria Rita e Roberta Sá em seus novos discos, numa (suposta) coincidência que vem provocando discussões entre fãs das duas cantoras", num texto seu, só mostra que você escreveu o comentário na condição de "fã da cantora", que, no caso não preciso nem dizer quem é...

Menos, Mauro...
Você pode até ter seu pé atrás com Maria Rita, mas você sabe que ela não precisa imitar Roberta Sá...

Abraço,

Anderson Falcão

Brasília - DF
Ouvindo Chico Pinheiro - Meia Noite meio dia)

3 de outubro de 2007 17:05  
Blogger Mauro Ferreira said...

Anderson, como já deixei claro na crítica do disco da Maria Rita, realmente acho a gravação da Roberta superior. Não tenho pé atrás com Rita, e esta semana mesmo escrevi um artigo em defesa de sua incursão pelo samba, mas não vou deixar de dar minha opinião. E a discussão entre fãs já existia antes mesmo de qualquer crítico se posicionar. É normal, pois a coincidência é realmente estranha. A ponto de Maria Rita ter se dado ao trabalho de dizer, em entrevista ao Globo, que ia gravar Novo Amor no segundo disco, e que não gravou por insatisfação com o arranjo da época. Ou seja, há algo no ar em torno das duas gravações simultâneas. E não fui eu que criei esse 'algo'. Mas não vou deixar de manifestar minha opinião. Não gosto de tudo que Roberta faz (suas gravações no filme Zuzu Angel são equivocadas e eu cheguei a escrever isso no jornal), mas, sim, acho superior sua versão de Novo Amor. E aqui é o meu espaço, onde expresso minha opinião. Mas torço por todas as cantoras. E que venham outras gravações.

3 de outubro de 2007 17:22  
Blogger Vitor said...

acho que é uma questao de gosto, e pra mim a gravação da maria rita ficou perfeita, pra falar a verdade a Roberta estragou a musica completamente, deixou a musica chaterrima como a maior parte do cd, parece até o outro chaterrimo Segundo da Maria Rita.
Resultado: Na briga entre Segundo e Braseiro o Bsaseiro venceu. Na briga entre Samba Meu e Belo estranho dia vence o Samba Meu

3 de outubro de 2007 21:06  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, meu caro,

não disse que foi você quem criou os comentários em relação à dupla gravação. Comentei que os leitores do seu blog, vivem o fazendo e de maneira simplista e irresponsável, atacando ambas as cantoras.

Já o que você falou no comentário acima - a explicação de Maria Rita para a coincidência - é esclarecedor do tema que tantas vezes surge no teu blog. Mas a forma como aparece no post do Krieger, com o "suposta" entre parênteses antecendendo a palavra coincidência é, ao meu ver, equivocada, pois sem dúvida alimenta essa postura muitas vezes agressiva dos leitores.

Sei que esse é o seu espaço e freqüento o mesmo diariamente por que julgo-o como o melhor espaço dedicado à música na rede.

Muitas vezes discordo de coisas que você posta aqui. Algumas vezes me manifesto, outras não. Hoje só escrevi por que achei que a forma como tratou o tema - pra mim irrelevante - causaria mais picuinha do que uma discussão séria e enriquecedora.

E eu, que acabo de reclamar de certa agressividade de alguns leitores, peço desculpa caso tenha me mostrado agressivo também.

Abraço pra você.

Anderson Falcão

(Ouvindo Carlos Fernando e Toninho Horta - Qualquer canção)

3 de outubro de 2007 22:01  
Blogger Mauro Ferreira said...

Tudo certo, Anderson.
abs, MauroF

3 de outubro de 2007 22:38  
Anonymous Anônimo said...

Eu gosto muito das composições do Edu, entretanto não gostei do CD dele. Prefiro ouvir suas composições com outros arranjos e na interpretações de outros.

Quanto à polêmica "Novo Amor", quando eu soube que a MRita tinha incluído a música no "Samba Meu" eu pensei: Epa, mas a Roberta acabou de gravar a música. Achei super estranho, mas... sei lá, coincidências existem (ou não).

O que me chamou mais a atenção foi o fato das gravações serem bastante distintas.

Depois de ouvir uma dúzia de vezes as duas gravações, eu fecho com a da MRita.

Abraços,

Sarapatel

4 de outubro de 2007 00:01  
Anonymous Anônimo said...

O Andrade é parente do cara, só pode ser!

Jose Henrique

4 de outubro de 2007 00:25  
Anonymous Anônimo said...

Dê um rolê com Roberta é uó mesmo.

4 de outubro de 2007 02:32  
Blogger Moisés Westphalen said...

Tico-tico no fubá ficou ótima com Roberta!

4 de outubro de 2007 03:04  
Anonymous Anônimo said...

De acordo Anderson! O Mauro tem sido muito parcial com certas cantoras.

4 de outubro de 2007 08:19  
Anonymous Anônimo said...

"Que Belo estranho dia pra se ter alegria" é chato???kkkk
Prestem atenção pessoal...
Roberta fez sim um segundo cd muito bom. Não vai na coisa fácil do Ctrl c + Ctrl v em torno da modinha do samba como filha de famosos falecidos tem feito!
Acho que nunca ouviram "mais alguém"; "samba de amor e ódio", "cansei de esperar você"; "janeiros"...Viva Roberta Sá!!!

4 de outubro de 2007 08:53  
Anonymous Anônimo said...

Gosto da Roberta Sá e da Maria Rita, mas ainda prefiro o próprio Edu Krieger cantando as composições dele. Acho que a Biscoito Fino acertou em cheio!

4 de outubro de 2007 09:45  
Anonymous Anônimo said...

faço minhas as palavras de Juliana:

"Gosto da Roberta Sá e da Maria Rita, mas ainda prefiro o próprio Edu Krieger cantando as composições dele"

o álbum dele é incrível.

5 de outubro de 2007 11:33  
Anonymous Anônimo said...

Ôpa! Também voto no Edu!

5 de outubro de 2007 12:21  

Postar um comentário

<< Home