3 de setembro de 2007

Cristina volta fiel ao 'terreiro grande' do samba

Sempre dedicada à pesquisa e à propagação do samba mais tradicional, Cristina Buarque se associou ao grupo paulista Terreiro Grande em show que foi gravado ao vivo em disco editado esta semana - com o selo da Tratore. O repertório do CD Cristina Buarque e Terreiro Grande ao Vivo agrega 36 sambas divididos em quatro blocos. Eis a seleção de sambas antigos reunidos no CD:

Bloco 1
O meu Nome Já Caiu no Esquecimento (Paulo da Portela)
Eu Não Sou do Morro (Francisco Santana)
Não Deixo Saudade (Roberto Martins e Manoel Ferreira)
Você me Abandonou (Alberto Lonato)
Quantas Lágrimas (Manacéa)

Bloco 2
Já Chegou Quem Faltava (Nilson Gonçalves)
O Mundo É Assim (Alvaiade)
Jura (Zé da Zilda, Marcelino Ramos e Adolfo Macedo)
Meu Primeiro Amor (Bide e Marçal)
A Lei do Morro (Silas de Oliveira e Antonio dos Santos)
Quem se Muda pra Mangueira (Zé da Zilda)
Assim Não É Legal (Noel Rosa de Oliveira)
Água do Rio (Anecarzinho do Salgueiro e Noel Rosa de Oliveira)
Esta Melodia (Bubu da Portela e José Bispo)
Ando Penando (Alcides Lopes)
Perdão, meu Bem (Cartola)
Desperta, Dodô (Heitor dos Prazeres e Herivelto Martins)
Na Água do Rio (Silas de Oliveira e Manoel Ferreira)
Vou Navegar (Ernani Alvarenga)

Bloco 3
Inspiração (Candeia)
Banco de Réu (Alvaiade e Djalma Mafra)
Você Chorou (Brancura)
Lenços Brancos (Picolino)
Sentimento (Mijinha)
Conselho da Mamãe (Manacéa)
Brocoió (Zé Cachacinha)
Quando a Maré (Antonio Caetano)
Confraternização 1 (Walter Rosa)

Bloco 4
Portela Feliz (Zé Kétti)
Desengano (Aniceto da Portela)
A Maldade Não Tem Fim (Armando Santos)
Embrulho que Eu Carrego (Alvaiade e Djalma Mafra)
Vida de Fidalga (Alvaiade e Francisco Santana)
Fui Condenado (Mijinha e Monarco)
Teste ao Samba (Paulo da Portela)
Tu me Desprezas (Paulo da Portela)
Cantar pra Não Chorar (Paulo da Portela e Heitor dos Prazeres)

10 Comments:

Anonymous Délcio said...

a irmã do Chico soube fazer sua carreira sem precisar dele

3 de setembro de 2007 09:15  
Anonymous Anônimo said...

Esse blog ta me fazendo pegar raiva do samba... rsrsrs

Bruno.

3 de setembro de 2007 09:46  
Anonymous Janio said...

?

3 de setembro de 2007 14:21  
Anonymous Anônimo said...

Mais do mesmo, além do mais Cristina é uma cantora muito fraca.

3 de setembro de 2007 17:19  
Blogger Moisés said...

Deve ser um belo disco.

3 de setembro de 2007 19:11  
Anonymous Anônimo said...

Já comprei ingresso pro show deles no Teatro Fecap semana que vem. Adoro esse estilo tradicional de tocar e cantar o samba, encaixando uma canção na outra, como numa roda mesmo, como se ainda fosse o início do século 20. Não curto muito a voz da Cristina (acho muito aguda) mas o trabalho dela, além de muito bom, é de extrema importância para a cultura brasileira.

3 de setembro de 2007 19:49  
Anonymous Anônimo said...

A voz de Cristina é prefeita para cantar o tipo de música que canta. Uma voz simples, como avoz de uma pessoa do povo numa roda de samba de uma das tias baianas. Perfeita.

4 de setembro de 2007 07:38  
Anonymous Anônimo said...

Odeio a voz da Cristina, mas adoro o repertório. Aliás, a voz do Chico Buarque também é irritante.

4 de setembro de 2007 19:38  
Anonymous Luciano said...

Entendo que muita gente não gosta da voz da Cristina, entretanto, é seu trabalho é irretocável.
Desd que comprei esse disco não consigo para de ouvir. Samba como poucos podem produzir. Recomendo para qualquer um que goste de bom samba.
Lindissímo!!!

18 de setembro de 2007 12:03  
Anonymous Anônimo said...

nossa esse bruno é um ignorante mesmo né.
pra quem curte samba de morro não importa a voz e sim a simplicidade de como é feito.
por tanto antigamente era assim acho q por isso que é maravilhoso.
acho q a cara dele é curtir belas vozes ou melhor dizendo porcaria como " alexandre pires ai mano vai fundo.
cristina continue com esse trabalho lindo q vc faz q Deus abençoe sempre a cris pelo trabalho maravilhoso. abraço a todos amantes do samba bom.
simples, objetivo e classico assim nasce o samba de morro

10 de novembro de 2008 19:21  

Postar um comentário

<< Home