6 de setembro de 2007

Chorão entra com seu rap na 'Cidade do Samba'

Resenha de Gravação de CD / DVD
Título: Cidade do Samba
Artista: Vários
Gravadora: Zeca Pagodiscos / EMI
Data: 5 de setembro de 2007
Local: Cidade do Samba, Gamboa (RJ)
Cotação: * * * *

Presença mais inusitada do segundo dia de gravação do DVD e CD Cidade do Samba, projeto inaugural do selo Zeca Pagodiscos, Chorão marcou grande presença na companhia de Dudu Nobre. O controvertido líder do grupo Charlie Brown Jr. transformou Posso até me Apaixonar, partidão de Dudu, num samba-rap, com direito a discursos no início e no fim do número. Desinibido, Chorão saiu de cena merecidamente aplaudido pela platéia de convidados que se reuniu na Cidade do Samba, na Gamboa (RJ), para testemunhar a gravação ao vivo sob a regência certeira do maestro Rildo Hora.

A bela noite terminou ao som de Arlindo Cruz e Sandra de Sá, que encarnaram o Casal Sem-Vergonha com verve e um (imprevisto) coro de "mengooooo!!" puxado pela cantora. Antes, Erasmo Carlos e Nando Reis realçaram a levada de samba-rock do hit De Noite na Cama, tema de Caetano Veloso lançado pelo Tremendão nos anos 70. Já Alcione e Elton Medeiros apresentaram reverente registro de Pressentimento, pérola de Elton e Hermínio Bello de Carvalho.

O grupo Revelação abriu a segunda e última noite de gravação do CD/DVD ao lado de Sombrinha, de quem cantou Fogo de Saudade. Em seguida, Ivone Lara se juntou a Nilze Carvalho (no vocal e no cavaquinho) para reafirmar a beleza de Acreditar, samba da lavra fina de Ivone e Délcio Carvalho. Na seqüência, Vanessa da Mata se mostrou despreparada para se unir à Velha Guarda da Portela em Onde a Dor Não Tem Razão, obra-prima de Paulinho da Viola com Elton Medeiros. Faltou a Vanessa a espontaneidade que sobrou no encontro de Leci Brandão com o grupo Casuarina para recordar o clássico samba-enredo Aquarela Brasileira, de Silas de Oliveira.

Um dos destaques da noite, Roberta Sá confirmou - em dueto com o veterano Roberto Silva - sua rara habilidade para cantar sambas buliçosos como Falsa Baiana, que, aliás, ela já gravara em seu CD Sambas e Bossas, produzido para ser brinde de uma empresa e nunca lançado oficialmente no mercado. A cantora soou graciosa ao lado de Silva - em forma para os seus 87 anos. Roberta exibiu a segurança que Beth Carvalho não teve ao fazer o dueto com Diogo Nogueira em Deixa a Vida me Levar. A sambista errou três vezes.

Previsto para a noite anterior, o dueto de Gilberto Gil e Marjorie Estiano no samba Chiclete com Banana aconteceu finalmente no segundo dia de gravação e se tornou um dos melhores momentos do evento. Munido de sua guitarra, Gil deu um show de suingue no hit de Gordurinha. E Marjorie não se deixou intimidar pela ginga e a presença esfuziante do cantor. Houve entre eles a harmonia que também reinou entre Ivan Lins e Mariana Aydar no lindo registro do samba Desesperar Jamais, cujo arranjo vai ganhando corpo e contagiando. No todo, o segundo dia foi bem mais afinado do que o primeiro. Mas ambos celebraram a convergência de estilos e de vozes (às vezes) díspares que se encontraram na cidade do samba.

31 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Maria Rita e Djavan não cantariam "Flor de Lis"? O que aconteceu??

Anderson Falcão
Brasília - DF

6 de setembro de 2007 00:30  
Blogger Mauro Ferreira said...

Sim, Anderson, o dueto deles chegou a ser anunciado, mas não se concretizou.

6 de setembro de 2007 00:47  
Blogger Moisés Westphalen said...

Vanessa da Mata é uma grande intérprete em seus shows, uma pena que, em geral, quando filmada, tenha uma performance inferior. Ela mesma já disse fica nervosa com muitas câmeras, algo com que não consegue se habituar.

Agora é esperar pra ver os resultados. Já há previsão de lançamento?

6 de setembro de 2007 01:01  
Anonymous Anônimo said...

Marisa Monte acabou sendo esquecida pelo amigo Zeca Pagodinho.Pena !

6 de setembro de 2007 07:08  
Anonymous Anônimo said...

Mariana Aydar e Roberta Sá são estranhas nesse ninho pois não são nem sambistas e nem conhecidas do grande publico.

Pitty, Negra Li e Marjorie tem suas presenças inexplicáveis.

Ivete, Claudia Leite e Daniela são chamariz pro povão e aí entende-se ...

Zélia e Vanessa topa todas e nem tem voz própria.


Viva Dorina, Leci, Dona Ivone Lara, Beth Carvalho e Alcione!


Também queria a Marisa Monte

6 de setembro de 2007 07:16  
Blogger Flávia C. said...

Gostei do que li, certamente gostarei do que vou ouvir, embora também ache algumas daquelas presenças deveras inexplicáveis.

E a Roberta arrasa mesmo! :-))

6 de setembro de 2007 08:23  
Anonymous Anônimo said...

"Roberta exibiu a segurança que Beth Carvalho não teve ao fazer o dueto com Diogo Nogueira em Deixa a Vida me Levar. A sambista errou três vezes."

Primeiramente Mauro, sambista não, cantora! Porque na sua atribuição e de tantos outros essa gente que está saindo das fraldas agora são denominadas cantoras e a Beth é sambista? Mais respeito, pois ela está há anos luz na frente dessas aí (com todo respeito que essas também merecem), quer você(s) queira(m) ou não.
Quem deveria ter segurança ao cantar com a Beth seria o Diogo e não ela, o mesmo digo com Roberta Sá em relação a Roberto Silva! Roberto e Beth são estrelas da primeira grandeza e quem tem de se sentir seguro são os novatos.

6 de setembro de 2007 08:23  
Anonymous Anônimo said...

Alexsandro Gomes - Catete -RJ
Eu estive ontem na Cidade do Samba e gostaria de deixar o meu singelo comentário:
Sombrinha e Revelação- acho que quase ninguém lá notou muito a presença dos pagodeiros, pois quando o vocalista cantou não se ouviu quase nada- que voz gemidinha, uma lástima. Já Sombrinha mandou muito bem só merecia mesmo companhia melhor

Nilze Carvalho e D. Ivone Lara - bem ,aqui tivemos a velha e a nova geração do samba. Nilze mandou muito bem no seu cavaquinho, mas no canto deixou a desejar, pois faltou entrosamento com D. Ivone, as vozes de ambas estavam bem apagadas , pareceu burocrático, sem emoção, apenas foram corretas.

Vanessa da Mata e Velha guarda da Portela- aqui houve vários problemas: primeiro Monarco estava muito nervoso, não conseguia nem cantar e entrava sempre atrasado. A velha guarda tbm não estava entrosada e erravam sempre, apesar do maestro indicar o momento certo deles cantarem, e voz da Tia Surica entrava muito alta ne desafinada.
Vanessa estava até segura, mas diante dos problemas de seus pares tbm errou e o som do seu microfone estava muito baixo.
* Mas no final ficou bonito, mas faltou brilho e naturalidade, apesar de VM ter tirado os sapatos altos para naõ ficar tão mais alta que o Monarco e ter levantado a saia e sambado, o samaba aqui atravessou.
Roberta Sá e Roberto Silva- Nota 1000, que delicadeza, que leveza , que suingue, QUE VOZ, . Não foi em vão o comentário que ouvi de pessoas que n~~ao a conheciam:" que cantora é essa? onde estava? MARAVILHOSA, PERFEITA , preciso comprar um CD dessa cantora.." E seu Roberto estava á vontade e cantou muito bem- A ÙNICA PERFEIÇÂO DA NOITE.

*Agora tenho que ir trabalhar , depois escrevo sobre os outros.

Beijos!!!!!!!!!

6 de setembro de 2007 08:35  
Anonymous Anônimo said...

Ronaldo - resposta alexsandro

Eu acho que quem tava nervosa e errando tudo e desafinando demais era a Vanessa não seu Monarco, ele só errou uma vez depois de tantas que Vanessa tinha errado.
Vanessa não tem voz, pra cantar samba é preciso muito mais.
Salve Roberta que aceita sambas que dá pra ela cantar bem, por exemplo se colocassem ela cantando um partido alto ela não toparia com certeza porque ela sabe que a voz dela não cabe em partido, mas sim neste samba brejeiro.
Mariana Aydar e Ivan sinceramente não achei lá grandes coisas.
Alcione e Elton Medeiros dois grandes nomes arrassaram. Beth (madrinha) também junto com Diogo.
Bem eu gostei mas da primeira noite, o público inclusive estava mais receptivo.
Os grandes duetos do samba mesmo foram Zeca com Martinho, Dorina com Almir , Alcione com Elton...

6 de setembro de 2007 09:02  
Anonymous Anônimo said...

Vanessa esta super bem, mas acho que a Velha Guarda demorou pra pegar... e por isso não ficou tão legal.. mas no final acho que a música valeu muito!

6 de setembro de 2007 09:34  
Anonymous Anônimo said...

Juro que não senti falta nenhuma da Maria Rita.. quem sabe ela achou que isso iria atrapalhar a venda do seu novo CD de samba...heheheh

6 de setembro de 2007 09:35  
Anonymous Anônimo said...

É o que eu digo sempre. Gilberto Gil é um músico de um primor que quase não existe mais.

Até me faz esquecer sua verborragia sem lé nem cré.

6 de setembro de 2007 10:51  
Anonymous Anônimo said...

Estive lá e realmente os pontos altos foram Gilberto Gil -- que não se deixou abater pela presença constrangedora de Marjorie Estiano, totalmente perdida (não apenas não sabe cantar samba, como parece nunca ter escutado um samba na vida) -- Lecy Brandão (sempre dá conta do recado), D. Ivone e Nilze Carvalho (que além de ter um timbre bonito de voz e tocar um cavaquinho envenenado, é um avião), Alcione, Roberta Sá (segura, linda, classuda, afinadíssima) e o Diogo Nogueira, que tem bela presença e boa voz (torço para o dia em que ele perceba que não precisa ser xerox vocal do pai dele, o grande João).

Vanessa da Mata foi a grande decepção -- totalmente insegura, despreparada, escolheu o tom errado para cantar, errou as entradas, um fiozinho de voz, se meteu a sambar e não sabe...um show de falta de profissionalismo, apesar de estar absolutamente linda.

E que prazer ver alguns dos melhores músicos do país tocando ali.

6 de setembro de 2007 12:46  
Blogger Moisés Westphalen said...

Vanessa cantou lindamente Vai Vadiar, em um show a que assisti. Como eu disse, não sei porque, ela se sai bem melhor em shows, mas solta, canta muito bem. Não entendo, mas é o fato.

6 de setembro de 2007 15:15  
Anonymous Anônimo said...

Todo mundo foi assistir esta gravação? Como assim?

6 de setembro de 2007 17:02  
Blogger Unknown said...

O q acharam da performance da Marjorie Estiano ao lado do Gilberto Gil????

6 de setembro de 2007 22:40  
Anonymous Anônimo said...

Pode ser o que for mas Roberta Sá e Mariana Aydar não são realmente sambistas e nem conhecidas, daí a presença de ambas é uma incognita!

Eu queria ver Maria Rita e Marisa Monte. Também senti falta de Simone e Fafá de Belém

7 de setembro de 2007 00:45  
Blogger Vinny said...

Eu vou esperar o DVD ser lançado, aí sim dou minha opinião!

7 de setembro de 2007 04:25  
Anonymous Anônimo said...

Também queria ver Marisa Monte nesse projeto. Zeca deve ter lembrado dela mas a turnê provavelmente a impediu de aceitar esse convite.

7 de setembro de 2007 07:21  
Anonymous Anônimo said...

Roberta é tão desconhecida do grande público que já emplacou o novo álbum "Que belo estranho dia pra se ter alegria" entre os 20 mais vendidos. E outra, ela mesma diz que não se considera SAMBISTA e sim uma intérprete de música BRASILEIRA. Quando alguém não sabe o que está falando, melhor nem comentar. Roberta apenas está começando sua trajetória, por sinal ascendente!!!!

7 de setembro de 2007 12:25  
Anonymous Anônimo said...

Com certeza o Zeca convidou a Marisa, mas ele é, como sempre foi, muito criteriosa.
Não ia entrar nesse balaio de gatos.

7 de setembro de 2007 14:43  
Anonymous Anônimo said...

Fafá de Belém?
Marisa Monte não aceita participar destes projetos. Lindo seria Gal Costa com Dona Ivone Lara.

7 de setembro de 2007 16:20  
Anonymous Anônimo said...

Bem lembrado, Fafá seria demais cantando "Filho da Bahia" com mais alguém.

Joanna também poderia participar pois gravou "Colher de Pau" com Zeca Pagodinho e é maravilhosa.

Sobre Marisa, também acho que não tem espaço pra ela nesse balaio de gatos e Roberta deve estar vendendo por conta dos vários convidados que estão nos cds. Pois apesar dos elgios do Mauro, ele é bem fraquinho.
Aquém do "Braseiro "

8 de setembro de 2007 04:35  
Anonymous Anônimo said...

E o cd que Sandra de Sá estava gravando quando sai Mauro? Até dueto com Seu Jorge ela fez. Não está sabendo de mais nada ?

O último dela é muito bom mas é de 2004. Me refiro ao MUSICA PRETA BRASILEIRA . Além desse dueto com Arlindo Cruz, ela fez uma participação no cd do Grande Zé Ramalho mas queremos um só dela ...

8 de setembro de 2007 05:33  
Anonymous Anônimo said...

Ao anônimo das 4:20 que se espanta ao apontarem Fafá de Belém, saiba que a madrinha do samba Beth Carvalho gravou DUAS músicas dela em seu projeto sobre os sambas de Bahia. São elas FILHO DA BAHIA e SIRIÊ

8 de setembro de 2007 05:35  
Anonymous Anônimo said...

Desculpa Tom, acho que você deve ser mal informado. Roberta deve "estar vendendo"...rs...pois sua música é de qualidade e os convidados com quem ela cantou nos seus dois álbuns não são "campeões" de venda. Mais uma coisa, não foi SOMENTE o Mauro quem elogiou "Que belo estranho dia pra se ter alegria" e sim a mídia inteira. Então, meu caro, te desafiou a me mostrar uma crítica negativa!!!

8 de setembro de 2007 08:48  
Anonymous Anônimo said...

Anônimo( fã da Sandra de Sá )eu tô contigo e não abro. Mauro nos passe mais informações sobre Sandra de Sá e seu novo album por favor.

Outra ,seria histórico ouvir Marisa Monte e Beth Carvalho cantando 'A Chuva Cai'!

9 de setembro de 2007 05:40  
Anonymous Anônimo said...

Ao fã Bruno_sp vá ao Google e leia a critica de Lígia Nogueira sobre esse novo album de Roberta Sá.
Achei realista e concordo com ela !

9 de setembro de 2007 05:49  
Anonymous Anônimo said...

Isso é uma crítica negativa???
Até onde eu sei, não é necessário ser inovador a vida inteira pra fazer um trabalho bom. A proposta do trabalho da Roberta é honesta e ela o faz muito bem. Ainda espero uma crítica NEGATIVA!!!! rs

9 de setembro de 2007 09:29  
Anonymous Anônimo said...

Concordo com o 5:40. Esse dueto de A Chuva Cai seria belíssimo, com a Rainha do Samba que gravou esta música amadrinhando os autores Argemiro e Casquinha junto com Marisa Monte, que depois da morte de Clara, pode ser considerada também uma madrinha pois produziu e bancou o disco da Velha Guarda da Portela e ainda, o de Argemiro e Seu Jair do Cavaquinho. Eu hei de ver essas duas grandes cantoras juntas. Tomara que o Zeca seja o anfitrião deste encontro que com certeza entrará para a história.

9 de setembro de 2007 11:53  
Anonymous Anônimo said...

Imagina gente Marisa e Beth. Ambas tem a personalidade forte ... em comum o amor pelos compositores portelenses.
Ambas já gravaram Dança da Solidão mas não juntas. Marisa combina mais com Cristina Buarque!

10 de setembro de 2007 07:17  

Postar um comentário

<< Home