28 de agosto de 2007

O piano que conecta Cuba ao Brasil e ao Oriente

Resenha de CD
Título: Zamazu
Artista: Roberto Fonseca
Gravadora: Biscoito Fino
Cotação: * * * *

Precoce virtuose do piano, natural de Havana, Roberto Fonseca conecta sua Cuba ao Brasil e ao Oriente em Zamazu, disco produzido pelo próprio Fonseca em parceria com Alê Siqueira e parcialmente gravado em Salvador (BA). Além de reforçar o elo afro que liga Brasil e Cuba em ótimos temas como Zamazamazu, o pianista desconstrói os clichês associados à ilha comandada por Fidel Castro. As conexões com os sons orientais - em Ishmael e no efervescente Congo Árabe - são apenas uma bela faceta deste álbum aberto com trecho da Misa Popular (na voz de Mercedes Cortes Alfaro, mãe do hábil músico) e encerrado com a guajira Dime que No, parceria de Fonseca com sua genitora, musa inspiradora de Así Baila mi Madre. No meio, há o lirismo de temas como Suspiro, um tango-rumba (Triste Alegría) e o canto forte e ancestral de Omara Portuondo em Mil Congojas. Tudo costurado pelo toque jazzy de um piano que soube renovar os sons de Cuba.

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

bom a biscoito fino lançar discos fora do mundinho da mpb

28 de agosto de 2007 10:46  

Postar um comentário

<< Home